Governo autoriza contratação de extensionistas para o IPA

O governador Paulo Câmara (PSB) autorizou a secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, por meio do Instituto Agronômico de Pernambuco, a iniciar a contratação de 113 extensionistas para atuar na prestação dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) em todo o Estado. Os profissionais convocados participaram do último processo seletivo realizado pelo IPA e a contratação representa um investimento anual de R$ 4,3 milhões.

Para o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, os novos técnicos chegam para ampliar a capacidade produtiva dos agricultores familiares.

“Pernambuco tem 275 mil estabelecimentos agropecuários de base familiar. Estudos apontam que os agricultores que recebem Ater de forma regular tem um incremento do valor da produção por hectare”, explicou Nilton Mota. Ele acrescenta que os novos extensionistas vão garantir a presença da Ater pública em 182 municípios do estado. “Só no Pajeú e Moxotó estamos contratando mais 22 profissionais, sendo 11 para cada região”, disse.

O secretário ainda explica que a ampliação do perfil profissional do quadro do IPA, com a inclusão de profissionais da área em agroecologia, ambiental e de engenharia de produção, demonstra compromisso do Governo do Estado com questões atuais, tais como comercialização da produção agropecuária, adoção de práticas agroecológicas e o manejo e conservação de recursos naturais.

De acordo com o presidente do IPA, Gabriel Maciel, a contratação vem fortalecer e ampliar os serviços de assistência técnica e extensão rural a todos os segmentos da agricultura familiar: agricultor familiar tradicional, povos indígenas, comunidade quilombolas e pescadores. “O IPA contará com 384 extensionistas atuando no campo, proporcionando o acesso às políticas públicas, serviços de Ater continuado e subsidiando ações de convivência com a estiagem”, explicou. (Foto: Aluísio Moreira/SEI/GovPE)

Após mobilização, sindicatos aceitam proposta da Prefeitura de Juazeiro e servidores municipais terão aumento salarial

Uma reunião realizada no inicio da tarde de ontem (27), selou o acordo de reajuste salarial dos servidores municipais de Juazeiro (BA). As comissões de negociação com representantes do Governo e de quase todos os sindicatos chegaram a um entendimento e o funcionalismo público municipal  terá aumento de 5% já na folha de março com retroatividade a janeiro de 2017, além de 0,65% no mês de junho e mais 0,65% no mês de julho, totalizando 6,30% e assegurando a reposição da inflação.

O acordo foi fechado com o Sinserp, Sintase, AGMJ, Assogestran e Sindmed. Apenas o Sintrab/Saúde não concordou com o reajuste e as negociações com o sindicato continuarão. Os servidores promoveram uma mobilização ao lado do prédio da prefeitura, também no dia de ontem. Além do reajuste salarial de 6,30%, cujo projeto foi enviado à Câmara de Vereadores para análise e aprovação, a comissão do Governo também sinalizou com 6,3% de reajuste do auxílio alimentação. Porém, essa pauta será levada para uma nova mesa de negociação. (foto/divulgação)

Mande sua notícia para o Blog

Livro que retrata a Petrolina das décadas de 40 e 50 será lançado nesta terça

Memórias de fatos, cenários e passagens de uma pequena cidade nas décadas de 40 e 50, sua cultura, folclore e manifestações populares. Este é o ponto de partida definido pela escritora Romilda Ferreira Lima para contar a história da antiga ‘Passagem do Juazeiro’ no livro ‘Petrolina: pessoas simples de passagem por sua história’, que será lançado nesta terça-feira (28) às 19h na Biblioteca do Sesc Petrolina.

A obra, um bem apresentado projeto gráfico com 154 páginas, capa de Randel Toledo Protássio e fotografias de Carlos Laerte e Karoline Andressa de Souza e Silva é a primeira publicação desta petrolinense de 81 anos de idade. Ela já foi ajudante na bodega do seu pai; formou-se em Ciências pela FFPP – Faculdade de Formação de Professores; trabalhou como assistente de parteira; se aposentou em 1995, como técnica do tesouro nacional e com um rico acervo de lembranças transformou sua antiga casa num verdadeiro museu pessoal.

…Os registros de Romilda – que memória individual fabulosa! – estão bem marcados pelo que mais nos representa em nossa formação como pessoas…”, pontua em certo momento do prefácio a escritora, professora e critica literária Elisabet Gonçalves Moreira.  Mais adiante, ela faz uma provocação: “Afinal, qual a identidade de Petrolina? Seria cabível pensar nisso? Bem sabemos que o que faz uma região não é somente seu espaço físico, mas o tempo, a história. E ela está aí, neste livro de Romilda Ferreira Lima, neste viés em que ela, também uma pessoa simples, se posiciona e nos dá a revelar”, arremata Elisabet.

Na noite de lançamento, Romilda Ferreira Lima, além de autografar o livro, vai fazer o que mais gosta: contar histórias, fragmentos interessantes, a exemplo desta passagem que ilustra a contracapa da obra:

“Os transeuntes andavam em ziguezague entre os excrementos deixados pelos animais, de vez em quando um salto para não pisarem nos dejetos… Os animais em pêlo com chocalhos amarrados ao pescoço eram levados ao pasto. Tangidos, de repente um e outro investia numa carreira doida à procura da fêmea, fazia a cobertura. Esta cena comum causava vexame nas mulheres que, às pressas, saiam das ruas murmurando: Cruz-credo, Ave-Maria, isso é comunismo”. (Foto: Divulgação Capa)

 

 

Rejeitada no senado proposta que proíbe limite de dados em internet

Autor de um projeto de lei que tem como objetivo garantir à população acesso ilimitado à internet banda larga fixa, o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), trabalhou pela aprovação de uma proposta semelhante, no plenário da Casa, que vai proibir o corte do serviço após o alcance do limite estabelecido. A matéria, que seguiu para a Câmara dos Deputados no fim da última semana, susta decisão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que permitiu às operadoras de internet acabar com os planos ilimitados de dados.

Para Humberto, é inadmissível que um órgão público criado para defender o interesse do cidadão atue contra a sociedade. “Atualmente, as empresas prestadoras não precisam sequer fornecer o serviço com 100% da velocidade contratada, bastando que a média mensal chegue aos 80% do previsto no contrato. E, mesmo assim, ainda querem prejudicar o dia-a-dia de grande parte dos brasileiros, que utilizam a internet para o trabalho, estudo e lazer“, resumiu o senador.

O parlamentar avalia que a internet é, hoje, o principal meio de comunicação para uma parcela significativa da população e, diante desse cenário, é indispensável garantir o direito à contratação de serviços de conexão à internet sem franquias de consumo.

“Dessa forma, iremos eliminar os problemas que poderiam surgir das restrições de uso existentes nos contratos com franquias limitadas. Temos de garantir, especialmente aos mais pobres, a possibilidade de trabalhar com continuidade o seu acesso à internet, sem qualquer tipo de limitação por franquia e sem cobranças abusivas“, afirmou.

A iniciativa de Humberto tem grande respaldo dos brasileiros. Pesquisa DataSenado mostrou que 99% dos internautas são contra a limitação de dados na internet de banda larga fixa. Mais de 608 mil pessoas participaram de enquete, um recorde para o Senado.

Um abaixo assinado online no site do Avaaz, em menos de uma semana, também reuniu mais de 1,6 milhão assinaturas contra a medida da Anatel. O projeto de lei nº 174/2016, aprovado no Senado é de autoria de Ricardo Ferraço (PSDB-ES) e teve apensado outros projetos similares, como a proposição de Humberto.

Ammpla marca presença no I Seminário de Fiscalização de Transporte e Segurança

A Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) participou até sábado, 25,, do I Seminário de Fiscalização de Transporte e Segurança, que foi realizado entre 23 e 25 de março, no Sest/Senat. Representantes do trânsito da cidade, a exemplo da AMMPLA, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar coordenaram o evento que, além de palestras e debates, proporcionou a interação entre as forças policiais que atuam neste segmento em Petrolina.

Na ocasião, o agente Jilmar Barros, gerente de educação no trânsito da Ammpla, ministrou palestra sobre a fiscalização na segurança do transporte alternativo de passageiros. “É importante destacar a influência da fiscalização do transporte alternativo. O objetivo maior é sempre que o usuário tenha segurança, conforto e retorne ao seu lar em paz. Por isso, precisamos ficar atentos se os profissionais estão preenchendo os requisitos exigidos por lei para proporcionar essa segurança aos usuários”, explicou.

Ação da Codevasf permite uso racional da água em projeto irrigado no interior de Petrolina

 

Famílias produtoras de manga, uva, maracujá, melancia, goiaba, acerola, banana e mamão, entre outras culturas, no projeto público de irrigação do Muquém, zona rural de Petrolina, poderão a partir de agora fazer uso racional da água em suas áreas irrigadas. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), por meio de sua 3ª Superintendência Regional, disponibilizou 45 hidrômetros, equipamentos que fazem a medição do consumo de água pelos agricultores.

Estes hidrômetros vão permitir não só que a cobrança de água seja feita de forma mais justa – já que agora poderá ser medida a água que cada produtor consome e realizar-se a cobrança de forma individual -, mas também ajudarão a um uso mais consciente da água, pois agora irão saber que, se usarem a água de maneira indiscriminada, terão que pagar”, afirma o superintendente regional da Codevasf em Pernambuco, Aurivalter Cordeiro.

O presidente da Associação dos Produtores do Perímetro Muquém, Francisco de Assis Nunes, comemorou a chegada dos equipamentos. “Significam desenvolvimento para a região. Esperamos há muito tempo por esses equipamentos, e agora estamos vendo a coisa se realizar”, disse.

Nunes explica ainda que as ações da Codevasf no projeto têm ajudado a fortalecer a economia e modificar a realidade das famílias locais.

“Com certeza, muitos dos que estão aqui foram empregados de empresas, mas hoje voltaram a trabalhar no chão que toda a vida foi seu. Se você hoje procurar um produtor nosso, que foi ex-funcionário de alguma empresa e perguntar se ele quer voltar para lá, ele não quer. Porque lá ele ganhava um salário ou pouco mais que isso, e agora ele está ganhando aqui, no mínimo, três salários mínimos. Ele hoje é um empreendedor, não mais um empregado. Isso é o desenvolvimento da região, é o papel que a Codevasf tem desempenhado, e a gente só tem a agradecer”.

Atualmente, cerca de 60 famílias produtoras de manga, uva, maracujá, melancia, goiaba, acerola, banana e mamão, entre outras culturas, são beneficiadas pelo projeto de irrigação do Muquém. (Foto: Ascom CodevasfPE)

Vereadores de Carnaíba participam da eleição da UVP em Bonito

O Poder Legislativo de Carnaiba, no sertão do Pajeú, se juntou a outras Câmaras do estado neste ultimo final de semana, em Bonito, região Agreste do estado, participando da eleição para a presidência da União dos Vereadores de Pernambuco-UVP  – que reelegeu o atual presidente da entidade, Josinaldo Barbosa (PTB), para mais dois anos de mandato.

Dos onze vereadores carnaibanos, nove votaram na Chapa 1,  que foi encabeçada por Josinaldo.  O presidente Neudo da Ita (PSB), Gleybson Martins (PDT), Preguinho (PR), Anchieta Crente (PR), Alex Mendes (PSB), Bandega (PSB), Cicero Batista (PSB), Antônio Chico (PSB) e Irmão Adilson  (PSB), foram os parlamentares que cumpriram agenda em Bonito.

 O presidente reeleito venceu com uma frente de 310 votos em relação ao seu opositor, André Valença (PSD). O vereador de Petrolina, Cícero Freire (PR), faz parte da chapa vencedora que tem como missão, interiorizar as ações da UVP no estado. (Foto: Ascom)

Redução de vazão de Sobradinho já limita negócios no Vale

A redução da vazão do Lago de Sobradinho, na Bahia, já está se tornando um limitador do crescimento de algumas empresas localizadas abaixo do reservatório que precisam da água do São Francisco para as suas atividades, como as situadas em Santa Maria da Boa Vista e Lagoa Grande, no Sertão.

“Deixei de fechar um contrato de um plantio de mandioca pela insegurança na captação da água”, diz o empresário e presidente da Associação dos Produtores do Vale do São Francisco (Valexport), José Gualberto.

Desde a última quarta-feira, 22, a vazão de Sobradinho passou a ser de 650 metros cúbicos por segundo, a mais baixa da história. E não vai parar por aí. A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) está analisando a possibilidade de reduzir a vazão a 600 metros cúbicos por segundo.

O contrato que Gualberto deixou de fechar era para plantar mandioca numa parte da sua propriedade. “Teremos que fazer uma obra de engenharia para continuar captando a água com a vazão reduzida que começou na semana passada”, resumiu o empresário. Segundo ele, essa adaptação para captar a água num nível mais baixo poderá custar até R$ 1 milhão.

Gualberto é diretor da Fazenda Milano, uma das pioneiras no Vale do São Francisco em Santa Maria da Boa Vista, sertão do São Francisco. Atualmente, a empresa cultiva mil hectares irrigados. “Estou há quase 50 anos na região. Não me lembro de outra estiagem igual a essa. Estamos indo para o 6º ano de chuvas insuficientes”, conta.

Redução

A diminuição da vazão de Sobradinho está sendo analisada pela Chesf porque o lago estava com 15,22% do seu volume útil na última quinta-feira, 23. Há um ano, era 32,80%. “Este ano, as chuvas foram mais fracas. Estamos monitorando e, se tudo tiver normal, a vazão deve ficar em 600 metros cúbicos por segundo. O objetivo é garantir a segurança hídrica dos demais usuários do São Francisco”, conta o diretor de Operação da Chesf, João Henrique Franklin.

O período chuvoso da área que abastece o São Francisco (em Minas Gerais e na Bahia) vai até maio. De junho a novembro, é o período seco. Ou seja, está acabando mais um período chuvoso e o Lago de Sobradinho está com a quantidade de água no mesmo patamar a de 2015, quando tinha 17,92% do seu volume útil no dia 23 de março. Naquele ano, o lago chegou a pouco mais de 1% do seu volume útil em dezembro.

João Henrique diz que não há risco de racionamento de energia, porque as térmicas e eólicas estão produzindo 50% da energia consumida na região. No entanto, a Chesf está gerando menos nas suas hidrelétricas por falta de água. (Com informações do JC Online)

Petrolina divulga Chamada Pública para a compra de alimentos do PAA

A Prefeitura de Petrolina informa aos agricultores familiares, enquadrados no Pronaf, que encontra-se disponível no site da prefeitura (http://www.petrolina.pe.gov.br) o edital com o resultado dos classificados da Chamada Pública para aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar, no âmbito do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) – modalidade Compra da Agricultura Familiar para doação simultânea pelo PAA Municipal. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos entrará em contato com os classificados e estará disponível para tirar as possíveis dúvidas.

A edição do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) 2017 foi lançada em Petrolina em fevereiro. A iniciativa destina cerca de R$ 1,5 milhão para a Prefeitura comprar produtos diretamente de trabalhadores da agricultura familiar. O programa beneficiará em torno de 300 agricultores com a aquisição de produtos a preço de varejo sem a interferência de atravessadores, garantindo maior margem de lucro aos pequenos produtores.

Além da compra direta, a Prefeitura irá ajudar no transporte do material e no acompanhamento logístico do programa. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos fica localizada na Rua Santa Cecília, nº 35, Vila Mocó.

Confira a resultado da Chamada Pública no link Relação-das-vagas -13-de-Março-2017

 

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br