Briga generalizada na Ilha do Rodeador deixa feridos e assusta banhistas e barraqueiros

A Ilha do Rodeador, um dos pontos turísticos mais conhecidos de Petrolina e Juazeiro, viveu ontem (20) um caos que dificilmente os banhistas, barraqueiros – e turistas – jamais vão esquecer. Segundo Valter Júnior, líder comunitário e produtor cultural, a confusão terminou num quebra-quebra generalizado.

Ele conta que uma pessoa foi esfaqueada, e outra foi agredida com uma garrafa de cerveja, derramando muito sangue, além de mais três jovens tentando matar outros dois afogados no rio. Valter Júnior garante que não havia policiamento algum no momento do tumulto. “Pasmem, não havia polícia, sequer um guarda municipal”, revelou ao Blog.

“Queremos poder levar nossos familiares e amigos ao Rodeadouro (sic), mas com a certeza que teremos proteção. E fico solidário aos barraqueiros, pois os prejuízos acredito que foram muitos. A prefeitura deveria também fazer a segurança da ilha através da Guarda Municipal”, desabafou.

Comentários

37 thoughts on “Briga generalizada na Ilha do Rodeador deixa feridos e assusta banhistas e barraqueiros”

  1. Francisco Souza disse:

    Agora fiquei na dúvida: afinal é Ilha do Rodeadoro ou do Rodeador como escreveu o jornalista (inclusive colocando a fala do outro – que usa “rodeadoro” como errado). Alguém me esclareça por favor.
    Obrigado

    1. Vitorio Rodrigues disse:

      Se é “Rodeodouro” ou “Rodeador”, isso não é motivo para ficarem denegrindo as imagens das cidades de Juazeiro e Petrolina. A Historia diz que em 1852, o Imperador dom Pedro II, contratou o engenheiro civil alemão, Henrique Guilherme Fernando Halfeld, para mapear e fazer um relatório fiel da situação do Velho Chico. O referido documento ficou pronto e foi tipografado na cidade de Paraibuna RJ, no dia 20 de julho de 1858. A descrição é feita em leguas desde a cachoeira de Pirapora até o Oceano Atlântico. Na descrição da legua 247, aparece a direita do rio a povoção do “Rodeador” que fica ao lado da ilha do mesmo nome no território de Juazeiro.

      Rodeadouro ou Rodeador, a ilha está lá bastante degradada e cada vez mais ficando pior.

    2. Homem de bem disse:

      Acho que foi um ” CACHIMBLEMA ” (Cachaça e chifre). Peia no rabo desses cornos bebuns e está resolvido o problema.

  2. Francisco Souza disse:

    A Prefeitura e a Codesvasf usam ilha do Rodeadoro…será que estão errados?
    http://www.petrolina.pe.gov.br/2010/notas2.php?id=957

  3. La Na Ilha Do Rodeador, Ta Faltando Policiamento.
    Por Que? Ate no Um Lugar Maravilhoso Daquele. As Pessoas Vão Pra Briga. Meu DEUS Nem Paz Temos Nas Ilhas.
    Abraço A Todos Meu Amigos.
    Fiquem Com DEUS.

  4. Sertanejo disse:

    O problema é: Quem vai policiar a ilha? A guarda de Juazeiro ou de Petrolina? A PM da Bahia ou de Pernambuco? Afilnal a quem pertence a ilha?

  5. MARCOS disse:

    Tem jeitto não juazeiro

  6. Odeio pagodão disse:

    Aposto que foi no lado de Juazeiro, onde a maioria dos frequentadores curtem músicas de péssimo gosto e que instigam a violência e o desprezo às mulheres. Duvido alguém ouvir musicas de qualidade nas barracas do lado de Juazeiro. Nada contra a querida cidade baiana, mas a verdade tem que ser dita!!!

    1. Denise Amaro Patricio disse:

      Lastimável a maneira que vc pensa… A Ilha do rodeadouro é dividida entre as duas cidades e frequentada por ambas, então é dificil vc distinguir quem é quem. O povo juazeiro não é de péssimo gosto, aprenda respeitar os gostos dos outros, pois o seu gosto pode ser mal gosto para outra pessoa: Exemplo a musica brega de porta de buteco. a violência n escolhe lado e nem classe social. Se quiser umas aulas de respeito aos gostos dos outros, estou aberta, aprenda que gostos n se discute, apenas aceita e respeita. E as mulheres é que alto tem que julgar se o ambiente é conveniente a ela ou não…. Imagino se vc n gostasse de juazeiro.

    2. Diêgo disse:

      Concordo em parte com o q vc explanou. Há muito tempo q não vou à illha, e não sei como atualmente anda o ambiente. Músicas de baixo calão tocam-se em todos os lugares. Claro q quem curte músicas chulas tem um péssimo grau de cultura, mas se isso se resumisse só ao pagode baiano, o resto seria uma maravilha. Porém existem uns tipinhos de forró hoje em dia q é de doer o ouvido, e não difere muito dos pagodes e dos funks não. O problema não está exatamente ligado ao tipo de música ou ao lado A ou lado B, mas sim à grande aglomeração de pessoas. Se o povo de Petrolina tem um bom gosto musical, pq a cidade é tão violenta? Odeio músicas chulas, de baixo nível, q fazem apologia á violência, uso de drogas e à violência de qualquer tipo, mas tb odeio comentários preconceituosos, q não contribuem em nada para melhorar a situação. Infelizmente o jovem hoje em dia curte muita porcaria(os jovens de todos os lugares), inclusive os universitários, q deveriam dar o exemplo.
      Onde há uma grande aglomeração de pessoas, há tb a probabilidade de maior incidência de tumultos e brigas. E isso tb tá ligado ao consumo de álcool e ao desrespeito q o ser humano tem pelo outro, inclusive com visões preconceituosas e distorcidas da realidade.

  7. Mari disse:

    Que feio .
    Era so o que tava faltando,nem na ilha as pessoas tem paz.Bando de vandalos,mal educados.Nada que 1 ano de cadeia não resolva !

  8. Fabiano disse:

    Povo “amundiçado”, se tivesse policial, deveria pegar os envolvidos, darem uma bela surra, e uns “caldos” para curar a cachaça… Em contrapartida, algum denfensor dos direitos humanos ligaria hoje para as radios e diria “Foi injustiças, os policiais abusaram , era apenas uma briguinha de jovens, coisa da idade mesmo”… e assim segue a vida… só bla blá blá… e a “madeira descendo”….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  9. jeanderson disse:

    A ilha já foi muito boa, infelizmente hoje, avacalhou demais, infelizmente, não é um lugar muito familiar, pelo menos no final de semana. recomendo ir lá durante a semana.

    Ps.: Secretaria de turismo das duas cidades, parabéns por fazerem um péssimo trabalho na ilha. As duas cidades teriam mais turistas, se os lugares ditos “turisticos” fossem preservados, organizados, com mais seriedade. Resumindo, pra que existe secretária de turismo? para dar um cargo a alugém? ou pessoas? ou para intensificar o turismo na região, alavancar a economia local, entre outros? Acho que esse último caso, não tem importância né? que se lasque o povo, e viva os politícos!!!
    DESCULPEM O DESABAFO.

  10. Hiago Cavalcanti disse:

    Respondendo a dúvida do colega, a ilha do rodeador, bem como todas as fluviais, são bens da união. Art. 20 CF/88.

  11. benne disse:

    EU ACHAVA QUE ERA rodeadouro. NO CASO DA INDECISÃO DA POLICIA ESTADUAL, E GUARDA MUNICIPAL. BOTE A MARINHA PARA TRABALHAR, PQ SERVE A MARINHA MESMO? SÓ ASSIM DISCIPLINA OS FALSOS “RICOS” DE JET-SKY Q FICA QUERENDO APARECER, E CHEGAM PERTO DOS BANHISTAS.

  12. Flávio lima disse:

    Eu filmei boa parte da confusão ,quase sobra pra quem não tinha nada a ver com a historia,.pois começou uma guerra de garrafas ,.eu e meu amigo quase fomos atingidos…

    1. Diego disse:

      E a briga foi de que lado da ilha mesmo? do lado baiano ou do lado pernambucano?

      1. Martins disse:

        Não importa o lado pega essas pessoas que brigaram e coloca todos os domingos lá na ilha vendo os outros tomandso banho e quando os visitantes deixarem a ilha colocam eles para limpar ilha durante os quatro meses ai ele aprende a ser educados e si comporta direito.

    2. Flávio lima disse:

      Rapz,.acho que o motivo foi mulher,..mas ta ai o link …

      1. VALTER JUNIOR disse:

        eu quando mandei pra todos os veículos de comunicação esse episodio não imaginei que fosse repercutir tanto, só cobrei mais segurança.

  13. Kalyne Fontes disse:

    Pra o crinha que odeia pagodão: primeiro vc se respeite e respeite as pessoas, foi uma briga generalizada e ninguem garante não foi gente de Petrolina pq lá sim é terra de gente sem costume que ate se vc pisar no pé corre o risco de levar um tiro, segundo isso foi com certeza um fato isolado, até pq eu nunca ouvi falar em brigas naquela ilha, o nome disso é simplesmente alcool demais e pessoas que não sabem se comportar, ficavam uns salva vivas lá, devia pôr uns seguranças la dakeles bem brutos igual aos q estavam no SE FOR BEBER ME CHAME que ate de arma de choque deram no povo aí sim dava certinho pra esses vagabundos virarem homens
    e o nome é ilha do RODEADOURO aff, nãã

  14. Kalyne Fontes disse:

    Flavio Lima essa confusão começou como e pq?
    pq no blog só fala da briga mas não diz o motivo, a quantidade nem o nome dos envolvidos….

  15. Desconstruidor de Discurso disse:

    Não concordo com Jeanderson. O lado “dito” Petrolina é tudo muito tranqüilo. Do lado “dito” Juazeiro sempre foi uma muvuca, mas nunca ouvi falar de algo do que este blog está dizendo que tenha ocorrido. Agora, o que a Guarda Municipal tem a ver com isso… é impressionante como em Petrolina tudo desbanca para a política. Talvez seja porque os próximos quatro ou dois anos de muitos dependa de quem vai estar no poder.

    1. Martins disse:

      Não importa o lado pega essas pessoas que brigaram e coloca todos os domingos lá na ilha vendo os outros tomando banho e quando os banhistas deixarem a ilha coloquem eles para limpar a ilha durante os quatro meses ai eles aprende a ser educados.

  16. Edy disse:

    Essa pessoa que se denomina “odeio pagodão” fez um comentário no mínimo infeliz! Vc não pode, meu caro, jamais generalizar qdo se trata de gosto musical e dizer que “só pode ser do lado de Juazeiro”. Mesmo pq vc de Petrolina, deve ouvir mto os baianos: Caetano, Gil, Bethânia, Ivete, Raul Seixas, João Gilberto, enfim, vou parar pq não gosto de humilhar os outros! Culpa do comando de polícia dos dois estados que nunca vão à ilha e quando vão nas travessias, só vão pra comer (e não pagam a conta, dando a famosa carteirada) depois vão embora. E culpa da falta de instrução e de educação de pessoas, que deveriam estar alcoólizadas ou sei lá o q! Gosto musical é coisa que juazeirense tem de sobra, lave sua boca, e não ironize dizendo:”nada contra a querida cidade baiana”, que, diga-se de passagem, não deve nada a sua “querida cidade pernambucana”, que possui pouquíssimos artistas, e os poucos que tem, aprenderam com nós baianos!

  17. Edy disse:

    Essa pessoa que se denomina “odeio pagodão”, fez um comentário no mínimo infeliz! Vc não pode generalizar! Do “lado baiano da ilha”, tem sim, e mtos frequentadores, que tem ótimo gosto musical. Pernambucanas são boas de forró, mas não podem ver um baiano se requebrando que se derretem toda! Se for alguma espécie de preconceito e ironia qdo vc diz: “nada contra a querida cidade baiana”, quero dizer q vc deve adorar ouvir os baianos Caetano, Gil, Bethânia, os juazeirenses Ivete, João Gilberto! A culpa é sim, dos comando da polícia de ambos estados. A polícia não vai à ilha, e qdo vai, fica na travessia, comem, não pagam a conta(dando a famosa carteirada) e depois saem de fininho. Isso dos dois lados! E tem mais, a droga rola solta, tanto do lado baiano qto do pernambucano! Os mal-educados e vandalos que iniciaram a confusão são acostumados na ilha, são conhecidos. Se vc não quer ouvir pagode, compre uma ilha só pra vc!!!

  18. Maria disse:

    A VERDADE É QUE NUNCA EXISTIU POLICIAMENTO NA ILHA, E COMO SE TRATA DE UM LOCAL ONDE BEBIDAS ALCOOLICAS SÃO BASTANTE CONSUMIDAS É FÁCIL ACONTECER ESSE TIPO DE PROBLEMA, O QUE NÃO É LOGICO É UM LOCAL QUE RECEBE CENTENAS DE PESSOAS PRINCIPALMENTE NOS FINAIS DE SEMANA, NÃO TER POLICIAMENTO PARA OFERECER MAIS SEGURANÇA AOS QUE VÃO A ILHA PARA SE DIVERTIR.

  19. pool disse:

    essa ilha falta muito para ser ponto turistico, pois como manda a regra ponto turistico tem que posto medico, policial banheiros públicos. gostaria de uma informação existe saneamento nessa ilha,pois se não tiver onde se joga digestos, se uma pessoa da 3idade passar mal como fazer para socorrer, no manual do turismo fala que nunga sera ponto turistico onde não se tenha o minimo dessas coisas acima sitadas

  20. FERREIRA disse:

    Pagodão, Musica Brega e outras…
    Quando se fala em defamar as mulheres isso que dizer o seguinte.
    Estas musicas desrespeitadoras so existem por que alguem escutam.
    Se em uma festa ou em outro lacal quando iniciasse uma musica desta natureza acabando com as mulheres, elas se levantassem e saissem este tipo de musica ja teria acabado. Pois elas esquecem que são filhas especiais de Deus e que ele a ama. Pois precisam se valorizar.
    O Senhor fala nas escrituras que somos a imagem e semelhança dele.
    Mulheres ergam e eleve seus padrões. Sejam um exemplo para a Sociedade.
    diga não este tipo de musica que acabam com vocês.

  21. VALTER JUNIOR disse:

    Gostaria de informar que fui eu quem mandou este desabafo,quando me referir a guada-municipal,apenas as 2 prefeituras poderiam contribuir com a segurança e não coloquei politica no meio.

    QUEREMOS MAIS SEGURANÇA,
    POLICIAMENTO JA!

  22. Rumão disse:

    Muito bom. Assim que é bom. No quebrapau.

  23. dio disse:

    A guarda minicipal de juazeiro já fez um trabalho bonito nesta ilha, porém na epoca houve criticas de tal trabalho, alegando que guarda não é policia, na verdade guarda realmente não é policia, a guarda só queria fazer o tarbalho dela como mais uma segurança que a secretaria de segurança publica permite. lembro que não tinha tanta baderna como hoje. tudo que necessitamos é um reconhecimento da população.a guarda esta preparada para eventiualidades deste tipo.

  24. Mauricio Dantas disse:

    Lamento o ocorrido e a falta de “atitude” do poder público seja ele de um município ou de outro, já que os dois se beneficiam do turismo na ilha, e a falta da presença do poder federal la também, já que la é uma ilha e deve ter a presença da marinha (aqueles bonequinhos de branco que andam num barquinho ai pelo fim de semana só pegando donos de lanchas e jet-sky endinheirados, não sei porque?). Ta na hora de alguém tomar uma atitude ou essa ilha vai virar um “Piscinão de Ramos II”, talvez não pois no piscinão pelo menos tem alguns policiais de vez em quando!

  25. dio disse:

    Acredito que, a uniao entre as duas cidades, a uniao entre as segurança do poder federal, estadual e municipal das duas cidades, pode e deve tomar medidas cabíveis para não deixar este ponto turistico ficar sem a atenção .

  26. Kalyne Fontes disse:

    Para os desinformados de plantão quem tem que fazer a patrulha fluvial é a Marinha e não a GM nem PM
    Edy seu lindo vc falou tudoooooooo, virei sua fã…

    1. Edy disse:

      Valeuuu! Estamos de olho!!!! bjo!!

  27. VALTER JUNIOR disse:

    segue a baixo o vídeo de uma parte da briga

Deixe uma resposta

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br