Investigações continuam, mas polícia ainda não sabe quando assassinato de Beatriz será solucionado

3

delegada sara machadoTrês dias após o brutal assassinato da menina Beatriz Angélica Mota, de 7 anos, que chocou Petrolina, as investigações continuam, mas a Polícia Civil ainda não tem previsão de quando o crime será solucionado.

A criança foi assassinada na noite da última quinta-feira (10), durante uma solenidade de formatura no colégio Nossa Senhora Auxiliadora, Centro da cidade. Em coletiva recente a delegada que está à frente das investigações, Sara Machado, informou que apesar de todo os esforços da sua equipe, ainda não é possível dizer quando o crime será elucidado.

 “A gente não trabalha com a previsão na elucidação, até porque nossa intenção não é trazer um culpado. Queremos mesmo é trazer quem realmente cometeu o crime. Então, toda precipitação, agindo no calor da emoção, pode vir a comprometer inocentes e é exatamente isso que o trabalho da polícia quer afastar”, explicou a delegada.

3 COMENTÁRIOS

  1. Carlos Brito e se for um funcionario do Colegio que conseguiu apos o crime tirar a roupa, lavar-se, e depois sair de boa….Psicopatas existem em qualquer repartição e se for meu amigo vai ser dificil chegar até ele, a não ser que começem a investigar cada funcionário da instituição.

  2. Não cabe a população apontar culpado, temos que ficar atentos com nossas crianças, não é de hoje que “carro desconhecido” captura para abusar sexualmente, não é de hoje que encontramos nossas crianças mortas ou violentadas… Nossa delegada não deve ser pressionada para “apontar um culpado”, sei que queremos uma resposta para esse crime cruel mas independente de ter ocorrido em escola particular ERA UMA VIDA…Me desculpe mas não consigo ver o empenho das autoridades em solucionar o crime. Nossa cede de encontrar o culpado não irá trazer a pequena de volta###que revolta!!!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome