Material de construção colocado próximo a contorno da Transnordestina aumenta riscos de acidentes

blocos perimetral/transnordestinaNa Avenida Perimetral/Transnordestina, um fato chama atenção pelo perigo que está trazendo a condutores de veículos.

Não bastassem os constantes acidentes registrados quase diariamente no local, um comerciante das redondezas resolveu empilhar vários blocos de construção civil, o que dificulta a visão dos motoristas e motociclistas.

O pior de tudo é que o material foi colocado justamente no contorno da Transnordestina, ao lado do contorno – um dos pontos mais críticos da avenida, o que aumenta os riscos de acidentes. Todo cuidado é pouco. (Foto: Sérgio Lopes/Para o Blog)

Em Izacolândia, rotina de lama e esgotos deixa comunidade sem saber a quem cobrar

Foto NovaA rotina de lama e esgotos no povoado de Izacolândia, zona rural de Petrolina, deixa a comunidade sem saber a quem recorrer.

Por lá, as críticas e cobranças vão em todas as direções: prefeitura, vereadores, Compesa, governo do estado.

Não à toa algumas lideranças locais já se mobilizam para tentar eleger, em 2016, um genuíno representante de Izacolândia, que possa canalizar os anseios dos moradores na Casa Plínio Amorim. Talvez essa seja a última esperança que lhes restem.

Cruzamento de acesso ao campus universitário deve ganhar semáforo nos próximos dias

Cruzamento Facape UPE 1 - CópiaO cruzamento de acesso à Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) e à Universidade de Pernambuco (UPE) deverá entrar em funcionando até o fim de setembro. A boa notícia foi divulgada pelo diretor-presidente da EPTTC (Empresa Petrolinense de Trânsito e Transporte Coletivo), Paulo Valgueiro, durante uma reunião com o presidente da Facape, Rinaldo Remígio.

Segundo Valgueiro, faltam apenas alguns ajustes para a instalação do equipamento. “A instalação do equipamento agora depende apenas de algumas intervenções que serão realizadas pela Secretaria de Infraestrutura”, informou.

Para o presidente da Facape, além de reduzir o risco de acidentes, o equipamento contribuirá para a organização do trânsito no local. “O semáforo era um pleito antigo de servidores e estudantes da Facape e UPE. Agora, todos terão mais segurança ao chegar ou sair do campus“, destacou.

Segundo a assessoria de comunicação, a reunião na EPTTC foi uma iniciativa do diretor-presidente da Facape Rinaldo Remígio, que apresentou ainda várias demandas a Valgueiro – entre elas a ampliação dos blocos de concreto conhecidos como ‘gelos baianos’, em frente a um dos portões do estacionamento da Facape.

 “Solicitamos à EPTTC a ampliação desses blocos, devido às manobras que alguns condutores vêm fazendo para ter acesso ao estacionamento da Facape. Essa prática irregular põe em risco aqueles que trafegam pela Avenida Cardoso de Sá, principalmente nos horários de maior movimento“, explicou Remígio. (foto/divulgação)

Serra Talhada sediará Encontro Territorial com famílias agricultoras

AgriculturaA produção de alimentos agroecológicos no Sertão Pernambucano será o tema do 1° Encontro Territorial,  que acontecerá no próximo dia 12 de setembro, das 9h às 12h, na comunidade Serrinha, município de Serra Talhada, no Pajeú.

A atividade faz parte das ações do projeto ‘Pernambuco Mais Produtivo’, executado pelo Centro de Educação Comunitária Rural (Cecor), em 23 municípios dos Sertões do Pajeú e Moxotó.

A proposta é entregar simbolicamente 285 cisternas-calçadão, de 52 mil litros, às famílias agricultoras dos municípios de Serra Talhada, Santa Cruz da Baixa Verde, Flores, Betânia e Triunfo. Na oportunidade os agricultores vão participar de um debate sobre a importância de produzirem alimentos saudáveis nas propriedades, sem uso de agrotóxicos.

Além das famílias, o evento contará com a presença de representantes da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária do governo do Estado (SARA), e da Secretaria Executiva de Agricultora Familiar (SEAF), além do ProRural e dos Conselhos Municipais.

Artigo do Leitor: “A canonização de Eduardo Campos, padroeiro de Pernambuco”

eduardoNeste artigo, o professor Mário Benning faz uma leitura da influência do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, mesmo após um ano de sua morte.

Confiram a íntegra do artigo:

Um ano após o acidente que vitimou o ex-Governador Eduardo Campos, a poeira já assentou e a comoção, que turvou as emoções de boa parte do eleitorado pernambucano, desvaneceu. E passamos, nesse contexto, a ter mais condições efetivas em analisar o seu Governo e o seu legado, saindo do terreno da emoção e migrando para a razão e a objetividade.

Contudo parece que o núcleo do PSB estadual recusa-se a permitir o encerramento do período de luto no Estado. Exagerando no tom das homenagens e tentando manter um estado de comoção permanente, objetivando as eleições de 2016 e, se brincar, até 2018.

A explicação para esse comportamento doentio está no vácuo deixado pelo seu trágico falecimento. Afinal ele, Eduardo, montou um estrutura de poder, um arranjo político, que só poderia ser operado por ele e ninguém mais.

Do litoral ao Sertão era patente o seu objetivo em tornar Pernambuco uma possessão, uma Capitania Hereditária. Não era um projeto partidário, do PSB, era um projeto pessoal, seu. Se fosse partidário, ele teria favorecido as diversas lideranças existentes no partido.  Políticos experientes e qualificados, como Fernando Bezerra Coelho, Danilo Cabral, Tadeu Alencar e João Lyra.

Porém Eduardo escolheu “técnicos”, leiam-se leigos e dóceis, para ocuparem os principais cargos políticos no Estado: a Prefeitura do Recife e o Governo Estadual. Para que, mesmo afastado da cadeira e da caneta de Governador, continuasse pairando como um tutor acima dos eleitos e exercendo o efetivo controle sobre as principais máquinas públicas do Estado. Os eleitos seriam apenas meros gestores, seguradores da caneta, mas o poder continuaria em suas mãos. A sombra por trás do trono, o titereiro a conduzir as suas marionetes.

Contudo, com o seu desaparecimento, o sistema começa a ruir como um castelo de cartas. Já que o sistema engendrado criou uma situação paradoxal, os que têm liderança e poderiam nesse momento de crise oferecer esperanças e alternativas, estão afastados do poder.  E os que têm o poder, não comandam, não possuem liderança, como o Governador Paulo Câmara e o Prefeito Geraldo Júlio.

E nesse vazio, todas as contradições das gestões de Eduardo Campos estão aflorando, desde o rombo nas contas públicas no ano passado (o terceiro maior do país), ao endividamento excessivo do Estado, que agora cobra o seu preço. Ao uso da máquina para alavancar a sua campanha presidencial e a do seu sucessor, com a distribuição, a toque de caixa, de recursos através do FEM. A herança maldita toma corpo, mostrando as fragilidades da nova política.

E com o barco fazendo água, se avolumam as primeiras defecções na gigantesca aliança forjada por Eduardo. Com Jarbas Vasconcelos sinalizando um desembarque da Arca de Noé que se tornou a frente popular, e a possível disputa pelo comando da Prefeitura do Recife, minando assim o poder do PSB no Estado.

Com isso a única arma que resta ao atual quadro dirigente do PSB no Estado é apelar para que a mística permaneça viva, apelando para um Eduardismo.  Um sebastianismo do século XXI, onde o herói tragado pela tragédia salvaria e zelaria por todos, aguardando o seu retorno, nesse caso através de seus familiares.

Com isso, Pernambuco, que sempre foi considerado um dos Estados mais politizados do país, com embates e disputas políticas que marcaram época, poderia perder um dos aspectos mais interessantes da nossa história recente, um dos poucos Estados a não ter uma dinastia familiar pairando sobre a política local.

Se a Bahia teve ACM, o Maranhão Sarney, Goiás os Caiados, Pernambuco parecia blindado a esse tipo de situação. Porém, como diz o ditado popular: não há bem que sempre dure, e mal que nunca se acabe!

Se o Eduardismo vingar, lograr êxito, só nós resta solicitar a canonização de Eduardo Campos, e a sua entronização como Padroeiro de Pernambuco. Para isso bastam apenas a realização de mais dois milagres: as reeleições de Geraldo Júlio e de Paulo Câmara respectivamente. Afinal, podemos atribuir à vitória na disputa eleitoral do ano passado na sua conta, o primeiro milagre. Completando assim os três exigidos pelo Vaticano para a sua canonização.

Pelo menos assim teríamos uma desculpa para a situação sui generis que ocorreria na política estadual, a santidade do homem. Já que só assim explicaríamos como um morto poderia decidir as disputas políticas. Com os quadros do PSB elevados ao status de pitonisas, interpretes da vontade do Santo, e sacerdotes do seu culto.

Mário Benning/Mestre em Geografia e Professor do IFPE/Caruaru

Desrespeito: Condutores invadem faixa exclusiva de ônibus na Avenida Guararapes

carros faixas exclusivas av guararapesA Prefeitura de Petrolina bem que está tentando disciplinar o trânsito no Centro da cidade, mas pelo visto terá muito trabalho.

Prova disso é o flagrante desrespeito de certos condutores de veículos na Avenida Guararapes, próximo à Praça das Algarobas. Na foto enviada por um leitor do Blog, o desrespeito é flagrante: A faixa exclusiva de ônibus simplesmente é obstruída por alguns carros estacionados na avenida.

Assim fica difícil.

Corrida e caminhada do ‘Outubro Rosa’ devem levar mais de mil atletas às ruas de Petrolina contra o câncer de mama

20150903_091903Um café da manhã para a imprensa regional, promovido na manhã de hoje (3) pelo Centro de Oncologia (Ceonco) e Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami) marcou o lançamento oficial da 4ª Caminhada e Corrida ‘Outubro Rosa’. Os eventos esportivos idealizados pelas instrituições têm como principal objetivo chamar a atenção da sociedade para a importância da luta contra o câncer de mama.

20150903_093735Durante o evento, o diretor-médico do Ceonco, Dr. Gray Portela, comemorou os avanços na prevenção e destacou os resultados positivos do Ceonco.

O Outubro Rosa não é só uma corrida, é um momento de conscientização em que a gente chama atenção para os melhores tratamentos do câncer. Para mim é uma satisfação muito grande saber como a prevenção tem feito diferença na vida de muitas famílias. Porque eu sempre digo que quando tratamos uma pessoa com câncer, tratamos não apenas uma pessoa, mas sim toda uma família”, disse Dr. Gray.

20150903_093825Prevenção e cura

Em Petrolina, a prevenção ao câncer de mama tem alcançado números positivos. De acordo com Gray. Atualmente cerca de 80% dos casos de câncer são diagnosticados precocemente o que aumenta as chances de cura.

“Temos muito o que comemorar aqui. Nós conseguimos aumentar o diagnóstico precoce de 70 até 80%. Antes só recebíamos pessoas num estágio bem avançado de câncer e hoje recebemos pessoas com um diagnóstico precoce que possibilita um melhor tratamento e cura. Tanto que estamos com uma turma de 36 mulheres comemorando dez anos de cura do câncer”, comemorou o médico.

As inscrições para a 4ª Corrida e Caminhada já estão abertas e podem ser feitas no site www.sescpe.com.br, até o dia 21 de setembro. A corrida será feita com dois percursos estipulados pela organização, compreendendo 5 km e 10 km. Segundo os organizadores, toda a renda deste ano será revertida na construção do Hospital Dom Tomás.

Governador e ministro negociam implantação de flutuantes, informa Lucas

01.09.2015 - Discurso de Lucas Ramos sobre Ensino Fundamental2O govenador de Pernambuco, Paulo Câmara, já está em negociação com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, com vistas à implantação do sistema de flutuantes no Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho para captar água da Barragem de Sobradinho (BA).

A informação foi repassada ontem (2) pelo deputado estadual Lucas Ramos (PSB), durante discurso no plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). O vice-líder do governo reuniu-se com Câmara na última terça (1) para tratar do assunto, discutido no último fim de semana entre o parlamentar e 25 representantes do Sindicato Patronal Rural de Petrolina e da Câmara de Fruticultura.

A Barragem de Sobradinho (BA), que já é a fonte de abastecimento do Perímetro, encontra-se em nível crítico. No último dia 18 de agosto, o reservatório estava abaixo de 15%. Até o fim do período seco, em novembro, este percentual pode atingir 5%, causando um problema de abastecimento na área. Por isso, é necessário um projeto de bombas flutuantes para puxar a água da barragem. Orçado em R$ 43 milhões, o projeto consiste na instalação de motobombas, alimentadas por geradores elétricos funcionando 24 horas por dia, as quais canalizarão a água até o Perímetro.

Com mais 20 mil hectares, o Senador Nilo Coelho abriga dezenas de áreas de produção, além de 18 vilas. Em 2014, o Perímetro foi responsável pela produção de mais de 420 mil toneladas de frutas, sobretudo manga, uva e coco. (foto: assessoria parlamentar/divulgação)

Acompanhem as vagas de emprego disponíveis hoje na Agência do Trabalho de Petrolina

empregoA Agência do Trabalho de Petrolina divulgou mais uma lista com as vagas de emprego disponíveis na cidade, nesta quinta-feira (3).

Há oportunidades para motorista de ônibus urbano, técnico de refrigeração, operador de caixa, passadeira de peças confeccionadas, vendedor interno, cozinheiro geral, entre outras.

Quem deseja outras informações pode ligar para a Agência através do número: 3866-6540. A lista completa está disponível no link ao lado: Relação-das-vagas-03-de-Setembro-2015

Vereadora de Afrânio sai em defesa dos professores da rede municipal e ‘detona’ administração

manifestação sintepe afrânioA realidade difícil dos professores da rede municipal de Afrânio (PE), no Sertão do São Francisco, levou a vereadora de oposição, Marlene Peron, a criticar duramente a gestão da atual prefeita Lúcia Mariano.

Em nota, Marlene diz – entre outras coisas – que a política de valorização referente aos educadores deixa a desejar no município.

Confiram a íntegra da nota:

A administração municipal de Afrânio não é um céu de brigadeiro como tentam “vender” a imagem por aí afora. Muito pelo contrário!

No quesito valorização do servidor público, principalmente dos professores, Afrânio deixa (e muito!) a desejar, pagando um dos piores salários da região.

Em razão disso, a categoria tem se mobilizado por meio de manifestações pacíficas contra essa realidade, como a que ocorreu no desfile do aniversário da cidade, onde os professores se vestiram de preto e foram às ruas protestar por salários dignos.

Na realidade, o Município de Afrânio vem descumprindo a Lei Federal nº 11.738/08, que instituiu o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica, na medida em que, até o mês de agosto do ano em curso, os professores ainda não tiveram reajuste, sendo que a citada lei estabelece que o piso salarial do magistério deverá ser atualizado, anualmente, no mês de janeiro.

Apenas agora, no mês de setembro, o Executivo enviou Projeto de Lei à Câmara Municipal, para pagar o piso salarial estabelecido em Lei Federal. Ou seja, os professores da rede municipal ficarão no prejuízo, pois o piso será pago apenas de agora por diante, sem que os professores tenham direito a qualquer pagamento retroativo. 

Como se isso não fosse o bastante, não valoriza a titulação, desestimulando a capacitação por parte da categoria. Isto porque atualmente um professor municipal com especialização tem um acréscimo de apenas 10% em relação àquele com magistério. 

Realidade lamentável, sobretudo quando comparada ao vizinho Município de Dormentes, do mesmo porte do nosso, que valoriza os professores, pagando um acréscimo de até 30% pela titulação, sendo 20% para professores com graduação e 10% para àqueles com especialização.

Ademais, a jornada mínima no município vizinho é de 150 horas, o que possibilita garantir o cumprimento da legislação federal e assegurar ao professor o terço da jornada destinado a atividades extraclasses, enquanto em Afrânio, cuja jornada mínima é de 100 horas, caso seja assegurado esse direito, os alunos terão que ficar por dois dias de semana sem aula. 

Ressalte-se, por fim, que os 60% do recurso repassado pelo FUNDEB são suficientes para atender a reivindicação dos professores. Aliás, a grande maioria dos municípios, como é o caso dos vizinhos Petrolina e Dormentes, investem mais do que isso na valorização dos seus professores, os quais são essenciais para que seja oferecida uma educação de qualidade aos munícipes. Fica aqui, portanto, registrada a nossa indignação e apoio aos profissionais da educação nessa justa reivindicação. 

Marlene Peron/Vereadora – Afrânio (PE)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br