Bandidos assaltam agência dos Correios de município no norte da Bahia

A agência dos Correios da cidade de Itiúba, no norte da Bahia, foi assaltada novamente. De acordo com informações do 6º batalhão de Polícia Militar (BPM), o fato aconteceu ontem (1º), quando dois homens armados chegaram ao local e renderam os funcionários.

Após cometerem o crime, os elementos fugiram utilizando uma motocicleta 150 cilindradas, cor preta, sem placa de identificação.

Os policiais da 2ª Companhia da PM, desde o ocorrido, estão realizando diligências no sentido de localizar e prender os assaltantes, que tomaram destino ignorado. O 6º BPM não informou a quantia roubada. Ninguém ficou ferido.

LOA 2017 gera nova controvérsia entre Dr.Pérsio e Cristina Costa

persio-e-cristina

Autor do pedido de vistas que levou ao adiamento da votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) em 2017, o vereador Dr.Pérsio Antunes (PV) tirou mais uma vez do sério sua colega de Casa Plínio Amorim, Cristina Costa (PT). Na sessão plenária de ontem (1), os dois divergiram quanto aos recursos previstos no orçamento da prefeitura a serem administrados pelo próximo prefeito, Miguel Coelho (PSB), a partir de janeiro.

Um dos pontos principais foi a Secretaria Executiva de Irrigação, que pelo projeto enviado à Casa pelo atual prefeito Julio Lossio (PMDB), só terá como previsão de recursos o valor de R$ 308 mil. Mas Pérsio elencou outras pastas “desprestigiadas” no orçamento, o que comprometeria o trabalho do novo prefeito.

Por exemplo, ciência e tecnologia tem só R$ 10 mil para trabalhar o ano todo; agricultura não tem praticamente nada; a área irrigada, que gera 60% dos empregos da nossa cidade, tem R$ 308 mil. Além disso, a acessibilidade tem R$ 300 mil, enquanto outras secretarias, como a comunicação para fazer propaganda do governo, tem R$ 2 milhões, ou para se fazer a festa do São João tem R% 5 milhões. Nada contra, mas tenho de ser a favor daqueles que estão mais precisando, como a área irrigada, que precisa de água tratada, assistência médica, educação, infraestrutura”, ponderou.

Pérsio lembrou que de fato a LOA estava há dois meses tramitando na Casa, o que daria tempo de fazer as devidas correções. Mas atribuiu seu pedido por conta de “detalhes marotos” nas entrelinhas do projeto.

Cristina

Já Cristina Costa mostrou-se tranquila em relação às observações do seu colega. A vereadora deixou claro que pelo fato de não ter respaldado o pedido de vistas de Pérsio, não estava sendo contrária a área irrigada, até porque os eleitores das agrovilas ajudaram-na a renovar o mandato. Mas não deixou barato. Segundo Cristina, nos dois meses em que o projeto da LOA esteve na Casa, houve várias reuniões sobre a matéria. “Infelizmente ele não participou”, disse.

O vereador Pérsio está passando por um momento de dificuldade, de decepção. Ele veio de um processo de dois mandatos, com o prefeito Julio Lossio, tinha toda a estrutura da prefeitura nas mãos. Mas no momento em que perdeu esse apoio, saiu pulando de partido e perdeu a força. Ele mostrou a identidade dele. O tempo dele está acabando nesta Casa e peço a Deus que ele possa fazer o melhor pela população”.

A vereadora lembrou que o Orçamento previsto para 2017 – de R$ 710,57 milhões – diminuiu pouco mais de R$ 1 milhão em relação ao do ano passado, e quem tem a prerrogativa de planejar os recursos públicos para as secretarias é o Executivo. “Se ele defendia que a área irrigada tivesse muito mais (recursos), perdeu a oportunidade de abarcar, pela autoridade que tem, de sentar com a equipe de Julio Lossio, ou com o próprio prefeito, e buscar mais recursos para a Secretaria de irrigação. Fora que há dois meses a LOA está aqui, e só na hora da votação ele vai perceber isso”, completou.

Governo da Bahia sanciona lei que cria bolsa de estímulo para professores

Professores efetivos do magistério que exercem atividades nos ensinos fundamental e médio terão direito à Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe, de acordo com lei sancionada pelo governador Rui Costa na quinta-feira (1º). O projeto do Executivo foi aprovado pela Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e a lei que institui a bolsa foi publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta (2). O valor do benefício será de R$ 1.600 para o professor com jornada de 40 horas, e de R$ 800 para aqueles com jornada de 20 horas.

O benefício será pago por dois anos, prorrogáveis por mais dois, e sobre ele não incidirá contribuição previdenciária. Também não poderá ser utilizado para cálculo de aposentadoria e pensão. Poderão ser contemplados servidores que obtiverem desempenho individual satisfatório e que não possuem em seus registros funcionais mais de seis faltas injustificadas no ano letivo imediatamente anterior ao do início da percepção da vantagem.

O desempenho individual será aferido pelo chefe imediato do servidor interessado em perceber o benefício e comprovado mediante certidão específica. Aquele que exercer as suas atribuições em mais de uma unidade escolar da Rede Estadual de Ensino, deverá ser avaliado em ambas as unidades. A percepção da bolsa não implicará na suspensão de alguma vantagem ou benefício recebido pelo servidor, a exemplo do Abono de Permanência – instituído pela Emenda Constitucional n° 41/03 e que trata da devolução da contribuição previdenciária do servidor que, embora esteja em condição de se aposentar, optou por continuar em atividade.

Artigo do leitor: “Reflexos de uma lamentável crise”

natal-em-criseNeste artigo enviado ao Blog, o leitor Rogério Mota, que mora no Recife (PE), lamenta que a crise instaurada no Brasil tenha atingindo forte uma das festas mais tradicionais do país: o Natal. E não apenas no sentido econômico.

Confiram:

Não é nenhuma novidade dizer que estamos na pior de todas as crises em todas as esferas como nunca o nosso País agora vem passando. Também não é nenhuma novidade dizer que é sem dúvida uma crise provocada por um desgoverno de treze anos de um poder total de destruição, inclusive da própria sensibilidade e no espírito humano de todos nós brasileiros.

Sou sexagenário, tenho excelentes recordações de como a vida tinha mais brilho em todas as épocas do ano. Tinha a participação das pessoas com um elevado fervor de festejar e de colorir as tradicionais festas natalinas. No meu bairro de Casa Forte, aqui no Recife, observando pela minha varanda nesta época, via praticamente em quase todas as varandas dos prédios vizinhos as luzes enfeitando e dando um exemplo de participação e de uma química geral da alegria nas pessoas de que deveríamos festejar o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo. Não, nada disso vem acontecendo. Encontram-se aquelas varandas sem nenhum enfeite e vontade nenhuma de se festejar o Natal. É muito lamentável!!

Quem de nós consegue ter a iniciativa de relevar esse cruel momento para festejar? Não! A nossa estrutura sentimental foi destruída em vermos o nosso Brasil num caos geral: desempregos aos milhões; toda semana corrupção vindo à tona; descrédito total nas classes políticas; as instituições executiva, legislativa e judiciária sendo desmoralizadas pela falta de compostura e de sintonização harmoniosa…enfim, um total descrédito da população em todos os processos de desenvolvimento do nosso Brasil de hoje e de um futuro incerto.

É uma crise, digo novamente, provocada por pessoas que tentaram implantar através de diversas enganações, de diversas enrolações, verdadeiramente de autênticos marginais de alta periculosidade, a destruição de uma Nação em prol dos seus interesses individuais. O pior de tudo é que ainda existe meia dúzia de “anestesiados” que defende e adotam ladrões, corruptos e destruidores de tudo que achávamos bonito como o festejo do nosso Natal. Destruidores dos milhares de famílias de pessoas dignas que merecem a nossa total solidariedade.

O meu desejo, apesar do meu coração extremamente sofrível em nunca admitir o que os marginais fizeram com o nosso bem maior, o nosso glorioso espírito Natalino é, de um Feliz Natal a todos os meus amigos.

Rogério Mota/Leitor

Avião que levava equipe da Chapecoense já tinha feito quatro viagens perto do seu limite

avião chapecoenseOs trechos em que o avião que transportava a delegação da Chapecoense voou próximo de seu limite de combustível foram entre a Colômbia e a Bolívia, no sentido Medellín-Santa Cruz de La Sierra, em três ocasiões, e Cochabamba-Medellín. Desde o início do ano, há apenas um registro de percurso sem reabastecimento no sentido Santa Cruz-Medellín – justamente o do voo que terminou em tragédia, com a morte de 71 pessoas, entre jornalistas, tripulantes e atletas e dirigentes da Chapecoense, time que disputaria a final da Copa Sul-Americana com o colombiano Atlético Nacional.

Segundo registros coletados pelo Estadão Dados, o piloto boliviano Miguel Quiroga, que morreu no acidente, não foi o único a colocar os passageiros em risco ao navegar perto da capacidade máxima do avião. Segundo documentação registrada na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), no dia 4 de novembro, o mesmo aparelho sobrevoou o Brasil quando vinha de Medellín com destino a Santa Cruz de La Sierra. O piloto, na ocasião, era o também boliviano Marco Antonio Rocha Venegas. Não houve reabastecimento. No total, o percurso durou 4 horas e 33 minutos. O avião que levava a equipe da Chapecoense emitiu seu último sinal após voar por 4 horas e 37 minutos.

O plano de voo feito na véspera do acidente mostra que o piloto subestimou o tempo do percurso entre Santa Cruz de La Sierra e Medellín. O registrou indicou uma viagem de 4 horas e 22 minutos – performance nunca atingida pela LaMia.

Em outros dois voos entre as duas cidades, o tempo da viagem foi próximo ao da que terminou em acidente. Em 22 de agosto e 29 de outubro, o avião fez o percurso em 4 horas e 28 minutos e 4 horas e 32 minutos, respectivamente.

Em 28 de outubro, o trecho entre a cidade boliviana de Cochabamba e Medellín foi feito em 4 horas e 27 minutos.

O Estadão Dados analisou todos os voos do Avro RJ85 desde 31 de janeiro deste ano, data a partir da qual há registros no site Flightradar24.com. Nesses 303 dias, o avião deixou o solo em 201 ocasiões. Em 83% dos casos em que o tempo do percurso foi registrado pelo Flightradar24.com (151 vezes), as viagens duraram menos de duas horas e meia.

Além dos trechos entre Bolívia e Colômbia, outra exceção ocorreu na primeira quinzena de novembro, quando a LaMia percorreu os 2.217 quilômetros entre Buenos Aires e Belo Horizonte, nos dois sentidos, ao transportar a seleção da Argentina para jogar contra o Brasil, no dia 10. Messi estava a bordo. O voo de volta durou 4 horas e 4 minutos, e o de ida, 3 horas e 29.

Capacidade

O percurso máximo que o Avro RJ85 pode atingir, em quilômetros, depende do peso dos passageiros e de sua bagagem, além de condições meteorológicas. O fabricante, a empresa britânica BAE Systems, indica que o avião pode voar, no máximo, 2.965 km.

A distância entre os aeroportos de Santa Cruz de La Sierra e Medellín é de aproximadamente 2.975 km, ou seja, pouco superior ao máximo recomendado pelo fabricante da aeronave.

O que não está claro, e isso as investigações oficiais vão revelar, é se o modelo acidentado era “básico” ou tinha tanques extras de combustível, os chamados panniers. A eventual instalação desses tanques poderia estender a autonomia da aeronave em até 10%.

O piloto Marco Antonio Rocha Venegas, de acordo com reportagem da BBC, também é sócio da LaMia, assim como seu colega que morreu. Ele não fala com a imprensa de seu país desde o dia do acidente. Uma irmã de Venegas publicou nota no Facebook, dia 29, para informar aos amigos que não era seu irmão que pilotava a aeronave que caiu em Medellín. (fonte/Estadão/foto reprodução)

Afrânio: Eleitos este ano serão diplomados na próxima segunda-feira

rafael-cavalcanti4Uma cerimônia marcada para a próxima segunda-feira (5) vai diplomar o prefeito de Afrânio (PE), no Sertão do São Francisco, Rafael Cavalcante (PMDB/foto) e os vereadores eleitos no dia 2 de outubro deste ano.

A solenidade acontecerá às 17h30, no auditório do Memorial José Theodomiro, localizado na Praça Sebastião Coelho, s/nº, Centro da cidade. A diplomação será realizada pelo juiz Josafá Moreira, da 107ª Zona Eleitoral.

Correios de Petrolina devem ganhar reforço de carteiros

Correios PetrolinaAlvo de críticas da população, os Correios de Petrolina devem ganhar um reforço no número de carteiros para tentar minimizar a demanda. A notícia foi garantida pelo deputado federal Gonzaga Patriota (PSB), após ter sido procurado por representantes sindicais dos Correios na cidade – Antônio Lira, Klauber Passos e Fábio Rangel.

O presidente dos Correios do Brasil, Guilherme Campos, recebeu um ofício de Gonzaga relatando os problemas enfrentados pela categoria em Petrolina, e autorizou a contratação de 20 carteiros para a cidade.

O parlamentar informou ainda que está na luta também por mais uma Central de Distribuição e disse que Petrolina, nos últimos 40 anos, saiu de 60 mil para 350 mil habitantes e que o serviço prestado pelos Correios dessa cidade precisa se igualar, pelo menos, ao de Caruaru. Atualmente 33 carteiros atendem à demanda da população petrolinense. (fonte: Assessoria parlamentar)

Homem é preso por estupro de vulnerável em comunidade ribeirinha de Petrolina

5BPMPoliciais militares de Petrolina prenderam ontem (1), no povoado de Caatinguinha, área ribeirinha da cidade, José Lindomar Pereira da Silva, de 33 anos. Ele é acusado de manter relações sexuais com uma garota de 11 anos, caracterizando crime de estupro de vulnerável.

Segundo informou o 5°Batalhão de Polícia Militar (BPM), José Lindomar foi detido pela equipe da Patrulha do Bairro, após ser flagrado acompanhado da menor. Ele foi conduzido à 1ª Delegacia de Polícia Civil (DPC), juntamente com a garota, onde o fato foi registrado.

Reitoria da Univasf garante que está atenta ao desenrolar dos processos relacionados à votação da PEC 55

O reitor da Univasf, Julianeli Toletino disse que está atento ao andamento da votação da PEC 55 (antiga 241) e respalda o anseio dos estudantes. Acompanhem:

Apoiamos o direito de qualquer cidadão à livre manifestação e expressão, de forma individual ou coletiva. As principais pautas apresentadas pelos movimentos grevistas (rejeição da PEC 55 e MP 746) são também de interesse da Reitoria da Univasf. Reiteramos que estamos atentos ao desenrolar dos processos relacionados à votação da PEC 55, no Senado Federal, da MP 746, que trata da reforma do ensino médio, e outros assuntos que podem atingir seriamente o funcionamento das instituições de ensino, inclusive da Univasf.

Além disso, através de notas, moções e matérias veiculadas através do site institucional da Univasf, da Andifes e da imprensa em geral, o Gabinete da Reitoria e o Conuni têm expressado a preocupação e o posicionamento contrário a tais projetos e apresentado alternativa para que tais propostas sejam amplamente debatidas visando abolir ou minimizar qualquer descontinuidade dos serviços hoje oferecidos. Reconhecemos a importância do movimento estudantil e das estratégias de manifestações e enfatizamos a importância do respeito ao livre acesso dos servidores aos seus ambientes de trabalho, bem como dos demais cidadãos aos serviços oferecidos pela Universidade.

Julianeli Tolentino/Reitor da Univasf

Osório minimiza polêmica gerada pela LOA 2017 por conta de recursos para área irrigada

osorio

O presidente da Casa Plínio Amorim, vereador Osório Siqueira (PSB), minimizou a polêmica de ontem (1), causada pelo adiamento da votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) da Prefeitura de Petrolina para o ano de 2017. O motivo foi o pedido de vistas do vereador Dr. Pérsio Antunes (PV) ao projeto enviado pelo Executivo Municipal, deixando um orçamento de apenas R$ 308 mil previsto para a área irrigada.

O pedido de vistas de Pérsio foi aprovado por 12 votos a favor, adiando a votação para a próxima semana. Os dois vereadores do PT, Cristina Costa e Geraldo da Acerola, e três do PMDB, Ailton Guimarães, Betão e Paraíba, foram contra o pedido. O detalhe é que pelo prazo, a LOA precisava ser votada até o dia 5 deste mês, que cai na próxima segunda-feira – dia sem sessão plenária. Osório, no entanto, diz acreditar que o prefeito Julio Lossio não criará obstáculos.

Acredito que o Executivo não vai questionar o fato de a votação passar do dia 5, porque não vai deixar a secretaria da área irrigada sem recursos basicamente. A gente ajudou nesse impasse para que o projeto fosse adiado para analisarmos e solicitarmos do Executivo, ou através de emenda encontrarmos uma saída jurídica de colocar recursos nessa secretaria, porque uma secretaria sem recursos não vale nada”, ponderou Osório.

Representante da área irrigada, o presidente alegou que a Pasta não poderia ficar com o que foi previsto na LOA. Os festejos juninos de Petrolina, por exemplo, tiveram R$ 5 milhões previstos no orçamento. “Uma área que representa a riqueza da cidade, que gera emprego, renda e que garante toda essa região, ter recursos menores que as outras secretarias, não justifica recursos menores que as outras secretarias”, explicou.

Falha

Osório admitiu que os dois meses em que a LOA tramitou na Casa seriam suficientes para os vereadores analisar o projeto e fazer suas observações, através de emendas. Ele também acredita que a matéria poderia ter sido observada durante o processo de transição, pela equipe do prefeito eleito Miguel Coelho (PSB). Mas chamou a responsabilidade para o Legislativo.

Houve essa falha dos vereadores, que perceberam somente no final, mas tudo tem que ser corrigido. O que não pode é dar continuidade a uma coisa (errada) que foi percebida”, avaliou. O orçamento do município previsto para 2017 é de R$ 710,57 milhões (pouco menos do que o aprovado no ano passado, de R$ 712 milhões). Pelo remanejamento de 20% que o prefeito eleito teria para aplicar, sem pedir autorização da Casa – algo em torno de R$ 150 milhões – seria suficiente para modificar os recursos previstos para a área irrigada. Pelo menos foi essa a justificativa dos vereadores que votaram contra o pedido de vistas de Pérsio.

Mas Osório contestou. Segundo ele, os recursos orçamentários só podem ser remanejados para a mesma área, e não de uma área para outra.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br