Enquanto isso…

AUTO_jb

Mais um dia da devoção do Padre Cícero à Nossa Senhora das Dores será realizado em Rajada

rajada paroquiaA Paróquia Nossa Senhora das Dores, no distrito de Rajada, zona rural de Petrolina, já vive as expectativas para mais um dia de programação da devoção do Padre Cícero à Nossa Senhora das Dores. O evento acontecerá nesta quarta-feira (20).

Segundo os organizadores, a programação começará às 6h com o ofício; às 18h, acontecerá a hora da Graça; depois é a vez da procissão pelas ruas de Rajada, marcada para 19h, seguida da Santa Missa e bênção do Santíssimo. Com exceção da procissão, toda a programação acontecerá na Igreja Matriz da comunidade católica, conduzida por membros de pastorais e pelo padre Felipe Gomes, administrador da paróquia.

Artigo do leitor: “A derrota de Lula”

lulaNeste artigo, o escritor Juarez Cruz ‘disseca’ e faz uma ‘radiografia’ política do (ex?) fenômeno Lula. Boa leitura:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando foi Deputado Federal, disse que no congresso tinha 300 picaretas. A notícia soou com a coerência própria de quem, naquele período, propalava o discurso a favor da ética, o discurso contra a corrupção.

De lá pra cá, Lula virou presidente, se reelegeu; depois elegeu e reelegeu sua sucessora, a presidente Dilma Rousseff, e o que vimos ao longo destes 13 anos de governo petista não foi nada diferente do que ele tanto proclamou quando esteve na oposição e hoje temos um parlamento com 60% dos congressistas brasileiro enfrentando acusações como suborno, fraude eleitoral, desmatamento ilegal, sequestro e até e homicídio, segundo a Transparência Brasil. Neste contexto surge a indignação do procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima, que comanda a Operação Lava Jato: “O sistema político-partidário está apodrecido”.   

A podridão é tamanha que o presidente da Câmara, Deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é a principal e pior referência no comando da Casa, já tendo também seus dias contados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo Conselho de Ética da Câmara, que poderá cassar o seu mandato e até prendê-lo, acusado pela Procuradoria-Geral da República de corrupção e lavagem de dinheiro. O deputado é suspeito de ter mantido contas não declaradas no exterior e receber propinas no valor de R$ 52 milhões, segundo investigadores. Além de tentar obstruir as investigações da justiça.

Diante desse quadro tenebroso, criminoso e medonho, Lula prosperou, reinou e fez alianças a torto e a direito, vendeu sua alma, sua reputação e sua história com um único objetivo de manter seu partido no poder a qualquer custo, tratando todos os seus eleitores e fieis militantes (como eu) como se fossem imbecis, surdos, cegos e alienados que não percebessem que Lula não é diferente daqueles que ele tanto rotulou como picaretas.

Na sua insânia para ter e se manter no poder a qualquer custo, Lula foi omisso, conivente e indiferente com seus companheiros que se atolaram no lamaçal da corrupção, na qual ele também se locupletou no meio de toda essa roubalheira que se instalou dentro dos governos petista.

Se sentindo intocável e até mesmo um messias, ele achava que nada poderia tocá-lo, que seguiria ileso enquanto alguns de seus companheiros caíam um a um nas malhas de justiça. Não foi o que aconteceu. A justiça bateu a sua porta também e ele finalmente foi pego. Indiciado, foi até levado coercitivamente pela Polícia Federal para interrogatório por causa da suspeita de se beneficiar de um apartamento tríplex, no Guarujá (SP), e de um sítio no interior de Atibaia, patrocinados por empreiteiras amigas. Por causa disso e de outros possíveis envolvimentos em ilícitos, que certamente virão à tona mais cedo ou mais tarde, ele se somou aos quase 200 deputados réus em ações penais investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) ou pela Operação Lava Jato.

Para piorar sua situação, sua pupila presidente teve seu pedido de impeachment aceito pela comissão instalada na Câmara e na sessão de julgamento do Congresso, no dia 17 de abril, onde Lula teve seu maior revés mesmo depois de ter feitos acordos espúrios, na calada da noite, em seu quarto de hotel onde esteve hospedado em Brasília e no Palácio da Alvorada, com objetivo de cooptar deputados indecisos e oportunistas para conseguir os votos necessários contra o impeachment de D. Dilma. Não conseguiu. Suas manobras não foram suficientes e ele só conseguiu 137 votos na defesa dela, contra os 367 votos a favor do impeachment que decidiram pelo afastamento da presidente. Com este resultado Lula sofreu uma derrota fragorosa do Deputado Eduardo Cunha, seu maior inimigo e líder de uma legião de picaretas que infestam a Câmara dos Deputados.  

Diante do julgamento do processo de Impeachment da presidente, ficou evidenciado, para todos brasileiros, que o prestígio de Lula foi para o brejo e ele foi engolido pelos picaretas que outrora afirmou ter no Congresso e que durante o governo dele e de Dilma ajudou a elegê-los e a se lambuzarem com o dinheiro alheio. Dinheiro público que Lula e sua turma sempre usaram como se fosse deles. 

Agora, a mesma voz rouca das ruas que outrora levou Lula a ocupar o maior cargo público do País, está de volta, mas não tão rouca, porém mais forte e gritando para os céus contra os desmandos de seus governos e pedindo fora Dilma, fora Lula, fora Temer, fora Renan e Cunha, seus fiéis aliados de todas as horas. Menos na votação do Impeachment.

Este é o fim de um grande líder, que desmorona como um castelo de areia que se desmancha levado pelas águas sujas do mar de lama que ele ajudou a construir. 

Juarez Cruz/Escritor e colunista

(foto/reprodução arquivo)

Passeio ciclístico entre Petrolina e Rajada reúne mais de 50 participantes

passeio ciclistico2

Estimular atividades físicas saudáveis ao corpo. Esse foi um dos principais objetivos do passeio ciclístico entre Petrolina e o Distrito de Rajada, realizado no último domingo (17). (mais…)

Correios não entregam correspondências no Monsenhor Bernardino e revoltam moradores

correios monsenhor bernardino

Mais uma comunidade em Petrolina virou ‘vítima’ da ineficácia dos Correios na cidade. De acordo com moradores do Residencial Monsenhor Bernardino, o serviço por lá vai de mal a pior.

Eles dizem que os carteiros não entregam mais as correspondências, o que tem gerado muitos aborrecimentos no Residencial. Os comunitários cobram urgentemente uma satisfação de um representante dos Correios. A bronca é grande.

MTST promete grande mobilização contra impeachment no Dia do Trabalho

MTST

O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, afirmou nesta terça-feira (19) que os movimentos sociais ligados ao PT devem realizar um grande ato contra o impeachment no 1º de maio e que o MTST deve realizar manifestações simultâneas em 10 Estados no início da próxima semana, todas contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

“A expectativa para barrar o golpe não será no carpete do Congresso, mas no asfalto das ruas”, disse o ativista. Segundo ele, a manifestação da próxima semana ainda não tem data marcada, mas deve ser definida amanhã.

Para Boulos, a votação de domingo na Câmara sobre o processo de impeachment foi, na verdade, uma eleição indireta para presidente da República. “O plenário estava dividido entre quem queria Dilma e quem queria Temer”, afirmou. “A várzea a qual o País assistiu no domingo, lamentavelmente, com um pouquinho mais de requinte e de perfume, deve se repetir no Senado. O nível político é o mesmo”, acrescentou Boulos, que disse considerar ilegítimo um eventual governo Temer.

Boulos deixou nesta tarde a sede do diretório nacional do PT. Ele participou de encontro com dirigentes do partido. A reunião começou pela manhã e acabou somente no final da tarde. Eles discutiram a votação de domingo e elaboraram os próximos passos da legenda. Boulos veio para manifestar a posição do MTST sobre o atual cenário. (fonte: Estadão/foto: Ricardo Labastier/JC Imagem)

Justiça mantém suspensão em cobrança na zona azul em Juazeiro

zona azul juazeiroPor enquanto a implantação da zona azul na área urbana de Juazeiro (BA) vai continuar como está. O motivo foi a decisão proferida pelo Juizado da 1ª Vara da Fazenda Pública, no processo n° 0500972-862016.8.05.0146.

A justiça deferiu pedido de habilitação do município e manteve a decisão anterior, suspendendo a cobrança de tarifa de zona azul pela empresa ganhadora da licitação. Em sua decisão, o magistrado responsável encaminhou o processo ao Ministério Público Estadual para apreciação.

A ação popular foi movida pelo comunitário David Lima de Souza, que segundo ele “pugnou pela transparência preconizada na Constituição, no seu artigo 37, em função de possíveis violações aos princípios administrativos”.

 

Otimista, Humberto acredita que “circo de horrores” visto na Câmara não se repetirá no Senado

humberto costa

Comparando o processo de votação do impeachment, do último domingo (17), com um “circo de horrores”, o líder do governo no Senado, Humberto Costa (PT), disse estar confiante no apoio a presidente Dilma Rousseff (PT) na Casa e na postura do presidente Renan Calheiros (PMDB-AL) na condução do processo.

“No Senado, tenham certeza, não teremos um processo guiado pela vingança, pelo rancor e pela perseguição política que se viu no processo presidido de forma arbitrária e parcial pelo presidente da Câmara. Confiamos na responsabilidade e na análise mais serena dos senhores senadores. Confiamos, igualmente, que, aqui, a presidência da Casa exercerá restritamente o seu papel de magistrado, não será um cabo eleitoral de um vice-presidente traidor e golpista“, disparou o senador.

Para Humberto, o processo de impeachment na Câmara representou “um golpe contra a Constituição”. “Não tem outro nome para o que foi feito. Mais de 54 milhões de brasileiros tiveram desrespeitada a sua vontade expressa nas urnas, em 2014, sem justificativa. Um castigo sem crime. Um assalto à democracia”, completou.

O senador defendeu a mobilização permanente nas ruas. “Temos o que defender e lutamos o melhor dos combates. Isto porque temos ao nosso lado o povo brasileiro que não aceitará perder as conquistas obtidas durante os governos do presidente Lula e da presidente Dilma“, afirmou.

Humberto também criticou a postura do vice-presidente da República, Michel Temer, que vem anunciando possíveis reformas, caso assuma o mandato. “Vamos brigar até o fim contra a tentativa de retirar do trabalhador os seus direitos, de ver sumirem programas como o Bolsa Família, o Minha Casa, Minha Vida, o Pronatec, o Fies”, disse e completou: “A supressão de tudo isto está do arremedo de programa de governo que, a mando da Fiesp e, com toda certeza, do PSDB, o vice-presidente golpista já distribui por aí, com a mesma desfaçatez com que já negocia cargos e promete benesses”.

Credibilidade

Para o líder, a condução do processo de impeachment também ameaça a credibilidade internacional do País. “Não é só o Brasil que hoje está absolutamente envergonhado pela repercussão internacional daquela farsa grotesca. Basta olhar o que dizem alguns jornais importantes internacionais e revistas também. A Der Spiegel já está chamando o impeachment de golpe frio. O Página/12, da Argentina, fala abertamente em golpe institucional no Brasil e dá a um de seus artigos o título de ‘O Golpe dos Escravocratas’”, finalizou.

Pavimentação de rua do Jardim Maravilha vai se ‘perdendo’ por causa de esgoto estourado, reclamam moradores

esgoto destroi asfalto jardim maravilha

No Bairro Jardim Maravilha, zona oeste de Petrolina, um problema que os moradores garantem ser “crônico” vem destruindo gradativamente a pavimentação asfáltica em frente à associação de moradores.

De acordo com o comunitário Batista Oliveira, que mora ao lado da associação desde o ano de 2008, uma boca de lobo é o principal causador desse cenário. Por lá, além de Batista, a vizinhança quer medidas urgentes para sanar o problema.

Representantes do 5°BPM, prefeitura, Judiciário e governo do estado discutem segurança pública no Serrote do Urubu

reunião 5°BPM serrote do urubu

Um encontro realizado na noite de ontem (18) na Escola Municipal Luiz de Souza, localizada no povoado do Serrote do Urubu, área ribeirinha de Petrolina, discutiu entre o 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM) vários assuntos referentes à segurança pública na comunidade.

Além de ouvir os reclames dos moradores, os PMs capitão Freitas, sargento Severino e cabo Wilson abordaram com pais de alunos sobre a conduta dos seus filhos nas escolas. Representantes do Poder Judiciário, Ordem Pública (prefeitura), Governo Presente (estado), GRE/Sertão do São Francisco e associação de moradores participaram da reunião, que também teve como um dos principais objetivos integrar todos esses órgãos junto à comunidade local. (foto: 5°BPM/divulgação)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br