Aílton Guimarães afirma que mudança em comissões da Casa Plínio Amorim seguiu regimento e rebate Dr.Pérsio: “Onde está a traição?”

aíltonLíder da bancada do PMDB na Casa Plínio Amorim, o vereador Aílton Guimarães disse entender a ponta de mágoa do seu colega de Legislativo, Dr.Pérsio Antunes (PV), com seu ex-partido. Mas lamentou a forma como o vereador se referiu aos integrantes da base governista, ao tachá-los de “traidores” em relação à mudança nas comissões da Casa.

Segundo Aílton, Dr.Pérsio saiu “espontaneamente” do partido, por questões políticas. Quanto às comissões, Aílton justificou que havia uma vacância de vagas, após os retornos de Major Enfermeiro (PMDB) e Ednaldo Lima (PMDB).

“Eu, como líder da bancada do PMDB, solicitei ao presidente da Câmara as vagas que pertenciam ao PMDB. Foi feita a substituição de nomes, mantendo a proporcionalidade. Isso é uma coisa que faz parte do Regimento”, disse Ailton. “Onde está a traição?”, indagou.

Secretaria de Saúde de Petrolina fecha até sábado cronograma de vacinação antirrábica em mais dez localidades

Vacina contra a raivaA Secretaria de Saúde de Petrolina está encerrando até este sábado (30) o cronograma de vacinação antirrábica em dez localidades do município. Ao todo, a equipe de Agentes de Combate às Endemias (ACEs) já vacinou 8.662 animais, entre cães e gatos, em 22 bairros.

A meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% dos cães e 100% dos gatos, totalizando 37.854 animais. A vacinação acontece casa a casa de segunda a sexta, das 14h às 19h, e aos sábados de 8h às 12h.

Os próximos locais a serem atendidos são os seguintes:

28/04 – Ouro Preto e Antônio Cassimiro I (área urbana) – 14h às 19h;

29/04 – Gercino Coelho (área urbana) – 14h às 19h;

30/04 – Tapera (área ribeirinha) – 8h às 12h.

(Com informações da assessoria/foto reprodução)

 

Dr.Pérsio evita polemizar sobre mudanças nas comissões da Casa Plínio Amorim, mas cutuca ex-aliados e Osório

dr.persioO vereador oposicionista Dr.Pérsio Antunes (PV) preferiu evitar reacender a polêmica acerca da mudança nas comissões da Casa Plínio Amorim. Instigado a comentar sua saída da presidência da Comissão de Justiça, Redação e Legislação Participativa – agora sob o comando de Elismar Gonçalves (PMDB) –, Dr.Pérsio foi lacônico nas palavras.

Lembrando o episódio da regularização fundiária de Petrolina, do qual foi acusado pelos governistas de protelar o projeto quando era presidente da comissão, o vereador voltou a dizer que não iria dar um parecer num projeto “irregular”. Sobre o seu ex-partido, o PMDB, do qual faz parte o prefeito Julio Lossio, Dr.Pérsio disse que a convivência na Casa com os aliados do gestor são apenas “colegas, não amigos”.

Tenho poucos amigos. Amigos eu sou de mim mesmo, do meu filho e da minha mulher. O resto são colegas. Esse tipo de amigo, que abraça pela frente e apunha pelas costas, eu não quero”, desabafou. O vereador aproveitou para criticar o presidente da Mesa Diretora, Osório Siqueira, que determinou a criação de uma comissão especial na Casa para dar o parecer ao projeto da regularização. “Osório assinou a redação final do projeto, sem passar pela Comissão de Redação e Justiça. Como é que um terreno vale R$ 19 milhões, e eles (prefeitura) vendem por R$ 1,8 milhão? A justiça está investigando, ouvindo alguns vereadores. O que a justiça decidir, eu acato”, completou.

Odacy cobra repasse de recursos do estado a médicos do Memorial e propõe audiência para debater impasse

odacyO deputado estadual Odacy Amorim (PT) cobrou veementemente do Governo de Pernambuco o repasse de recursos para o Hospital Memorial, da rede privada de Petrolina. Em discurso feito na Assembleia Legislativa (Alepe) na última terça (26), o parlamentar lembrou que o Memorial mantém convênio com o governo para a realização de cirurgias cardíacas no vale do São Francisco, mas com o atraso dos repasses, a unidade foi obrigada a suspender os procedimentos. A denúncia foi trazida por este Blog, através de uma carta aberta enviada pelos médicos conveniados.

De acordo com Odacy, o atraso do repasse para a unidade é da ordem de R$ 800 mil, que deveriam ter sido feitos pela Secretaria Estadual de Saúde.

Estou sendo procurado para que possa ajudar numa solução para esse impasse. São pacientes precisando urgente dessa intervenção para não correrem o risco de perderem a vida. Há cerca de 150 pacientes nessa situação. Por isso fiz um apelo ao governo do estado para revolver isso. Não podemos permitir que essa situação continue acontecendo“, relatou o parlamentar.

O deputado afirmou que o tema será debatido na Comissão de Saúde da Alepe, da qual ele é vice-presidente, numa audiência pública que o Colegiado realizará em Petrolina, no mês que vem, para abordar como anda o funcionamento da Rede Interestadual de Saúde Pernambuco-Bahia, conhecida como Rede PEBA. A Rede reúne 55 municípios dos dois estados. “Desde já reforço meu apelo também ao líder do Governo, Waldemar Borges, para que ele intervenha junto ao Estado“, solicitou Odacy. (foto: Alepe/divulgação)

PSL de Petrolina entrega lista de novos filiados fora do prazo determinado pela lei eleitoral e pode sofrer as consequências

PSLA legislação eleitoral é bem clara: qualquer eleitor tem que estar filiado a um partido político até seis meses antes das eleições para ser candidato, e dar aos partidos o prazo de até 14 de abril para entregar à justiça eleitoral a relação dos novos filiados partidários. Mas o PSL de Petrolina, ao que parece, não fez o dever de casa.

A legenda só entregou a relação dos novos filiados fora do prazo estabelecido pela lei eleitoral. Alguns partidos de Petrolina estarão provocando a justiça eleitoral na cidade para se pronunciar contrário, já que somente através de petição foi entregue a relação do PSL, sob a alegação de que o sistema estava fora de área – o que não é verdade.

A última atualização do partido foi apenas em 18 de outubro de 2013. Ou seja, se a justiça decidir punir o PSL, pré-candidatos como o ex-vereador Alvorlande Cruz, o radialista Gabriel Menezes e o ex-inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Petrolina, Paulo Lima, ficarão impedidos de disputar as eleições deste ano.

Quem quiser, pode conferir melhor esse fato no site do Filia Web (http://filiaweb.tse.jus.br/filiaweb/filiacao/relacao/resultado.seam?cid=37403).

Após longa negociação, PMPE aceita proposta do governo e não decretará greve

acordo PMPE

Após um dia inteiro de negociação com o Governo do Estado, os policiais e bombeiros militares decidiram, na noite desta quarta-feira (27), não decretar greve em Pernambuco. Em assembleia na Praça da República, área central do Recife, foi colocada em votação uma proposta de reajuste na gratificação da categoria. A negociação, que contou com cinco representantes da categoria, foi realizada na sede da Secretaria de Administração, no bairro do Pina, Zona Sul da capital.

A segunda proposta oferecida aumenta de R$ 350 para R$ 400 os fixos mensais de auxílio-transporte para os praças e para R$ 600 a ajuda de custo do transporte para os oficiais, ativos e inativos. Os policiais também irão receber, anualmente, R$ 750 de auxílio-uniforme. Os pagamentos serão realizados a partir de junho.

Dentro da proposta estava ainda a realização de concurso para preencher 300 vagas de soldados no Corpo de Bombeiros e para 80 oficiais, sendo 60 policiais militares e 20 dos bombeiros. A promessa é que outro concurso também com 80 vagas para oficiais seja realizado em 2018.

Além disso, o Código Disciplinar será revisto e cursos de habilitação de cabos e formação de sargento serão abertos ainda neste ano, bem como uma seleção interna para o curso de formação de oficiais da administração. Também ficou acordada a não majoração da alíquota da Funafin e investimentos e regularização de débitos no Sistema de Saúde dos Militares de Pernambuco (Sismepe).

“Também conseguimos que, as promoções que só iriam acontecer 2018, sejam feitas em 2016 e 2017. Ainda não é tudo que precisamos e queremos, mas demos uma lição para a sociedade que podemos buscar uma valorização“, diz Alberisson Carlos, presidente da Associação de Cabos e Soldados. Segundo ele, a reivindicação pelo aumento salarial será realizada em 2018.

Para que o acordo fosse selado, foram necessárias duas rodadas de negociação. Inicialmente, por volta das 20h, a comissão que representa a categoria havia chegado a um entendimento com o Governo, mas os policiais e bombeiros militares, não. A proposta inicial oferecia R$ 750 anuais de auxílio-uniforme pagos a partir de junho e R$ 350 fixos mensais de auxílio-transporte, também a partir de julho.

Com o desfecho das negociações, tanto os policiais quanto os bombeiros militares continuarão as atividades normalmente.

Boatos

A possibilidade de greve da Polícia Militar de Pernambuco provocou pânico entre a população na noite de ontem, antes da votação da categoria. Boatos sobre assaltos e arrastões fizeram parte do comércio fechar mais cedo e as pessoas apressassem a volta para casa. O medo era que se repetisse o cenário registrado na última greve da Polícia Militar, em 2014, quando um grande número de roubos e saques a lojas foram registrados. (fonte: JC Online/foto: Giovanna Torreão)

Prefeito de Afogados da Ingazeira é multado pelo TSE por acumular material de campanha em prédio público

downloadO prefeito de Afogados da Ingazeira (PE) e presidente da Amupe, José Patriota (PSB), foi condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a pagar multa com relação às eleições de 2014 no valor de R$ 5.320,50, em denúncia feita pelo Partido dos Trabalhadores do município.

A denúncia partiu do presidente do PT local, Jair Almeida, no dia 29 de setembro de 2014, já próximo ao dia das eleições. O presidente do PT relatou em sua denúncia, por meio de ofício, que na secretaria de Agricultura, Infraestrutura e Centro Tecnológico (antiga Cagepe) constavam vários materiais de campanha dos candidatos apoiados pelo prefeito, expostos no pátio da Cagepe, e solicitou as providências cabíveis. Da decisão não cabe mais recurso. (foto/reprodução)

Enquanto isso…

AUTO_luscar

Segundo evento do projeto ‘Instrumental Velho Chico’ acontecerá nesta sexta no João Gilberto

49.04.16O Centro de Cultura João Gilberto em Juazeiro (BA) receberá nesta sexta-feira (29) o segundo evento do projeto ‘Instrumental Velho Chico’. A iniciativa é apoiada pelo Fundo de Cultura da Bahia, através do edital Agitação Cultural, lançado em 2015 pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult) e pelo Governo da Bahia, e, desta vez, será dedicada ao contrabaixo, com a participação dos músicos Geisan Varne e Luciano Calazans.

O projeto engloba uma série de três eventos, cada qual dedicado a um instrumento musical. No primeiro, ocorrido no dia 1° deste mês, as atividades foram direcionadas ao violão, com oficinas e apresentações dos violonistas Zé Paulo Becker e Aderbal Duarte. No dia 17 de junho, os trabalhos do projeto serão voltados à guitarra, com a participação dos guitarristas Luciano Magno e Mou Brasil.

Neste segundo momento, os contrabaixistas Geisan Varne e Luciano Calazans realizarão, a partir das 15h, um workshop sobre o instrumento, demonstrando as técnicas que utilizam, falando sobre improvisação e citando instrumentistas relevantes. Às 21h, apresentam-se no palco da sala principal do Centro de Cultura João Gilberto, no show ‘Edésio César Convida’, do guitarrista são-franciscano.

Geisan Varne gravou e produziu artistas como Marcelo D2 e Tony Garrido, participando, como contrabaixista, de shows de Roberto Menescal, Paulinho Boca de Cantor, Carlinhos Brown, Tânia Alves, Sarajane, Jimmy Cliff e Midnight Drums, entre vários outros do cenário nacional e internacional.

O contrabaixista baiano Luciano Calazans já ganhou prêmios como melhor instrumentista e arranjador, gravando, também, com diversos artistas de renome, a exemplo de Gilberto Gil, Margareth Menezes, Fafá de Belém, Zezé Di Camargo e Luciano, Xuxa e Timbalada. Além disso, fez turnês pela Europa e pelos Estados Unidos, participando de festivais como o Free Jazz. O músico teve a oportunidade de dividir o palco com Herbie Hancock, Pat Metheny e Tom Jobim.

Interação

Segundo Edésio César, diretor musical e proponente do projeto, o evento representa um momento de formação e de interação, entre músicos e artistas consagrados, no cenário da música instrumental nacional. “Como o projeto se estrutura em dois momentos, um que envolve a discussão e a teoria, e outro que é mais prático, os convidados e o público, sejam de músicos ou não, têm a oportunidade de apreciar e refletir a respeito de técnicas e informações que envolvem o contrabaixo, nosso homenageado da vez”, explica.

O show ‘Edésio César Convida’ será realizado a preços populares – R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Os workshops serão gratuitos. As informações são da assessoria.

Maria, José e Ana são os nomes mais comuns do País, diz IBGE

d0cc3ef75c4da489e9c8872865292350Maria, José e Ana são os nomes mais comuns do País, segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com base no Censo Demográfico 2010. Maria está na identidade de 11,7 milhões de brasileiras. José, na de 5,7 milhões. O terceiro nome mais comum é Ana, com cerca de 3 milhões de pessoas.

O levantamento nomes no Brasil é inédito. Foram registrados 130 348 nomes diferentes na população brasileira, dos quais 63.456 masculinos e 72.814 femininos. Há nomes comuns aos dois sexos. Apenas o primeiro nome foi considerado. Pelo site do IBGE, é possível pesquisar todos os nomes e a sua frequência na população. No projeto são apresentados somente os nomes que aparecem 20 vezes ou mais. As informações estão divididas por sexo, unidades da Federação e municípios.

Para o sexo feminino, Maria e Ana se mantêm estáveis em primeiro e segundo lugares, para todas as décadas pesquisadas. A terceira posição é ocupada pelo nome Francisca até a década de 1950; Márcia, até os anos 1960; Adriana na década de 1970; Juliana, na de 1980; Jéssica, nos anos 1990; e Vitória, nos 2000.

No sexo masculino, José e Antônio aparecem em primeiro e segundo lugares até a década de 1980. Na de 1990, Lucas subiu à primeira posição e José caiu para a segunda. Já nos anos 2000, João ficou em primeiro e Gabriel apareceu na segunda posição. Até os anos 1960 e na década de 1990, João aparece na terceira posição, que foi ocupada por Francisco, nas décadas de 1970 e 1980, e Lucas, nos anos 2000.

A pesquisa explicou que a escolha dos nomes também tem como influência pessoas famosas e personagens que marcaram época. Provavelmente por causa da fama do ator Cauã Reymond, o nome ganhou popularidade nos anos 2000 e cresceu 3.924%. Em relação à década anterior, foram registradas 81.184 pessoas a mais com o nome Cauã. Também ganharam popularidade nos anos 2000 nomes como Rian, Enzo, Kailane e Sophia.

O nome Dara, personagem da novela Explode Coração (Rede Globo, em 1995), cresceu 4.592% naquela década. Entre os esportistas, o nome Romário explodiu na década de 1980, quando cresceu 402%, aumentando, ainda, 278% na década seguinte. Segundo o estudo, Ayrton foi bastante utilizado na década de 1990, crescendo 269% no período.

“Zico teve seu auge de registros nos anos 1980, quando nomeou 300 pessoas. Já o nome Pelé apresentou 35 registros nos anos 1960, aparecendo ainda nas décadas de 1970 e 1980“, informou o relatório.

Desuso

 A pesquisa identificou nomes comuns até a década de 1930, hoje em desuso, como Alzira. “Antes de 1930, o nome aparecia 8.132 vezes, e nos anos 2000 só apareceu 288 vezes. O nome masculino que saiu da moda foi Oswaldo, que aparecia 1.335 vezes até 1930, caindo para uma frequência de 235 registros nos anos 2000. Outros nomes como Geralda, Severina, Avelino e Waldemar apresentaram comportamento semelhante“, informou a pesquisa.

“Já em relação à década de 1950, deixaram de ser utilizados nomes como Terezinha, que caiu de 84.879 para 768 registros nos anos 2000, e Neusa, que aparecia 36.327 vezes na década de 1950 e caiu para 243 registros nos anos 2000. Para os homens, caíram em desuso os nomes Benedito, que possuía 54.451 registros nos anos 1950 e caiu para uma frequência de 2.560 nos anos 2000; e Severino, que passou de 39.475 na década de 1950 para 1.373 nos anos 2000“, informou o estudo.

Variações

 Na metodologia da pesquisa, foram registrados obrigatoriamente o primeiro nome e o último sobrenome de todos os moradores do domicílio e, havendo mais de um morador com primeiro e último nomes iguais, foram registrados os outros nomes que permitissem distingui-los. As formas variantes dos nomes, como Ana ou Anna, Ian ou Yan, Luís ou Luiz, foram contabilizadas separadamente. Não foram considerados sinais como acentos, cedilha, trema e til.

Segundo o economista Carlos Lessa, gerente de atendimento do IBGE, outro aspecto identificado pela pesquisa é que nomes bíblicos nunca saíram de moda em todas as décadas pesquisadas e aparecem sempre na liderança da lista.

Nunca fugimos dos nomes bíblicos em um país que em boa parte da população é cristã. Principalmente nos nomes masculino. Sempre temos nomes como José, João e Francisco no topo da lista“, disse Lessa. “Também observamos um comportamento regional. Nomes como Severino e Raimundo aparecem com mais frequência no Nordeste. A partir do décimo colocado, temos mais variações, dependendo da década que estamos estudando.” (Fonte: Estadão Conteúdo)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br