Primeiro turno no próximo domingo terá milhares de candidatos com registros negados ou cancelados pela Justiça Eleitoral

mapa-candidaturas-indeferidas

O primeiro turno das eleições municipais, no próximo domingo (2/10), terá a participação de milhares de candidatos cujos registros foram negados ou cancelados pela Justiça Eleitoral, mas seguem na disputa apoiados em recursos ainda não analisados. Até o momento, 13.856 postulantes a prefeito, vice-prefeito e vereador estão nessa situação. Eles até poderão receber votos para vencer, mas não é certo que exercerão os mandatos para os quais foram eleitos.

Em todos os casos, os candidatos foram rejeitados por alguma irregularidade que, em tese, os impediria de concorrer. Juízes eleitorais de primeira instância invalidaram os registros de candidatura, mas eles aguardam que seus recursos sejam julgados nos tribunais regionais eleitorais (TREs) e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Sem uma decisão definitiva, todos aparecerão com a votação zerada no sistema de apuração na noite de 2 de outubro. No entanto, saberão os votos que receberam porque o número é divulgado em paralelo.

Essa situação já ocorria em pleitos anteriores, mas ficou mais crítica com a reforma eleitoral que diminuiu o tempo de campanha de 90 para 45 dias. Com isso, encurtou-se também o tempo para o julgamento definitivo. Até agora, só 91 recursos estão no TSE, sendo que outros 13 mil ainda podem chegar à Corte. Na eleição passada, no mesmo período, mais de cinco mil recursos desse tipo já tinham chegado ao TSE, última instância da Justiça Eleitoral. Essa diferença se dá justamente porque, em 2012, nessa mesma época, os juízes eleitorais e os TREs tiveram mais 45 dias para julgar os casos.

“Agora que estamos começando a receber os recursos sobre os registros de candidatura no TSE. Vai ser difícil até a diplomação (dos candidatos) ter tudo isso resolvido”, afirmou o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes.

Mudança

Ter o registro aprovado é condição para que o candidato seja diplomado em meados de dezembro e, consequentemente, possa assumir em janeiro. Os ministros do TSE terão que correr para julgar os recursos até a diplomação. Sem esse julgamento, o candidato que foi barrado nas instâncias anteriores pode até ter recebido mais votos, mas não será empossado no cargo.

Nas eleições municipais passadas, o número de candidatos barrados a uma semana da votação era semelhante ao de agora. O que mudou é que esses processos estão chegando a Brasília mais perto da diplomação, diminuindo ainda mais o tempo para a Corte decidir.

De acordo com o sistema do tribunal, 699 candidatos a prefeito estão com o registro indeferido, cassado ou cancelado e dependem de julgamento definitivo. Nessa situação, há ainda quase 12,6 mil candidatos a vereador e 585 a vice-prefeito. No caso de vereadores, a falta de julgamento complica ainda mais a situação porque interfere nos quocientes eleitoral e partidário, que define o número de vagas e os eleitos em cada um dos partidos.

O presidente do TSE afirmou que poderão ocorrer situações em que o candidato mais votado para uma prefeitura não assuma porque não teve o registro julgado a tempo. Ou que alguns assumam com base numa liminar. Mendes disse que haverá sessões extras no TSE para julgar os recursos, se necessário. Ele vai sugerir ao Congresso mudanças na legislação eleitoral.

“Estamos discutindo sugerir ao Congresso que abra o prazo de registro antes do período eleitoral. Esse prazo curto tem como resultado um juiz que não tem tempo e aprecia tudo às pressas. Até agora não houve pronunciamento do TSE (sobre os registros)”, disse Mendes, explicando que o encurtamento da campanha foi positivo porque diminuiu os gastos; no entanto, o prazo para analisar o registro foi reduzido. (Fonte/ilustração: O Globo)

Dormentes: FBC e Fernando Filho prestigiam ato de campanha de Geomarco Coelho

comicio-geomarco

Em Dormentes (PE), Sertão do São Francisco, o candidato a prefeito Geormarco Coelho (PSB) contou com a presença de dois aliados de peso, na noite deste sábado (24), em sua campanha: o senador Fernando Bezerra Coelho e o ministro das Minas e Energia Fernando Filho. Miguel Coelho, que disputa a Prefeitura de Petrolina mas também é deputado estadual, acompanhou o pai e o irmão.

Os três socialistas participaram de uma carreata de Geomarco e da sua vice, Josimara Cavalcanti (PTB), que culminou com um grande comício.

Em seu discurso, FBC disse que em Dormentes não via autoridade de mais ninguém para falar em trabalho, porque enxergava aquilo somente nas gestões de Geomarco e do ex-prefeiro José Olímpio (pai de Josimara), que também estava no palanque. A multidão aplaudiu intensamente o senador.

Senador Armando Monteiro Neto reforça campanha de aliados no Sertão

armando-em-petrolina-com-adalberto

A uma semana das eleições municipais, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) retornou ao Sertão pernambucano para reforçar o palanque dos aliados. Neste sábado (24), o petebista visitou seis municípios das regiões do São Francisco e do Araripe, sendo em todos cortejado e ressaltando a grande multidão presente, sobretudo em Araripina e Petrolina. Na semana passada, Armando já havia passado por outros 13 municípios no Sertão Central, do Pajeú, do Moxotó, de Itaparica e do São Francisco.

Armando iniciou o segundo périplo pelo Sertão em Petrolina, onde participou de caminhada e comício com o deputado federal Adalberto Cavalcanti (PTB), que disputa o Executivo municipal. Em seguida, visitou cinco municípios do Araripe. Em Trindade, se reuniu com lideranças políticas que apoiam a candidatura majoritária de Helbinha de Rodrigues (PSL). Em Bodocó, Armando esteve com o candidato Túlio Alves (DEM).

Outros grandes atos de rua aconteceram em Exu, na caminhada em apoio ao ex-prefeito Jailson Bento (PTB); em Ipubi, no comício de Valdemar Filho (PMDB); e em Araripina, no comício do ex-deputado Raimundo Pimentel (PSL).

“Acho que os atos foram carregados de grande simbolismo. A gente sente essa vibração das pessoas, o engajamento, a militância aguerrida nas ruas, e isso tudo agora tem que ser triplicado nessa última semana. Quero ampliar a parceria com esses companheiros, a partir do dia 1º de janeiro de 2017, lá no Senado, para trabalharmos juntos, fazendo projetos e trazermos os recursos federais que esses municípios tanto precisam. Mas para isso é preciso fazermos escolhas acertadas agora, no dia 2 de outubro”, afirmou o senador. (Foto: Assessoria parlamentar/divulgação)

Em Afrânio, adversário da atual prefeita esbanja confiança: “Vamos ganhar a eleição”

comicio e carreata rafael afranio

Quem está esbanjando confiança na vitória do próximo dia 2 de outubro é o candidato a prefeito de Afrânio (PE), no Sertão do São Francisco, Rafael Cavalcanti (PMDB).

Adversário da atual prefeita Lúcia Mariano, que tenta a reeleição, Rafael ficou satisfeito com o grande número de pessoas que participaram de uma carreata e comício do candidato, na noite de ontem (24).Segundo a organização do evento cerca de 7 mil pessoas estiveram lá e a carreata emendou Afrânio e Caboclo.

“Essa manifestação, sem a gente trazer gente de fora, carro de fora, só com nossos amigos eleitores, mostra que estamos no caminho certo. Vamos ganhar a eleição“, resumiu o candidato.

Eleitor gastará menos de 1 minuto para votar nas eleições municipais, estima TSE

Nas eleições do próximo dia 2 de outubro, o tempo médio de votação não deverá ultrapassar um minuto, tendo em vista que a escolha recai apenas sobre os cargos  de prefeito e vereador. Os candidatos a prefeito são identificados por dois dígitos, já os vereadores, por cinco.

A expectativa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi feita com base em dados de eleições municipais anteriores. Em 2012, o tempo médio foi de 40 segundos. Nas eleições municipais de 2008, cada eleitor levou 31 segundos, em média, para fazer sua opção.

Segundo o TSE, esse é o tempo calculado a partir do momento em que o eleitor se dirige à urna até o instante em que confirma o voto no segundo cargo (prefeito).

Para dar facilitar e agilizar o tempo de votação, a Justiça Eleitoral incentiva os eleitores a levarem os números de seus candidatos anotados em papel, a chamada “cola eleitoral”.

População de Juazeiro passa de 197 mil habitantes para 220 mil em seis anos, diz IBGE

A população de Juazeiro passou de 197.965 em 2010 para 220.253 em 2016. A informação é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou o material informativo “O seu Município em Números 2016”. São informações com dados relevantes sobre os 5.570 municípios brasileiros, com o objetivo de apoiar candidatos, eleitores e formadores de opinião nas eleições de outubro.

O material informativo está sendo distribuído nas cidades brasileiras, mas também pode ser baixado no portal do IBGE na internet (acessar aqui). Além de informações sobre o crescimento populacional, o levantamento traz detalhes sobre os setores agropecuário, de saúde, finanças públicas, de educação, saneamento básico, arrecadação, mapa da pobreza e desigualdades, entre outros.

Por ciúmes, homem tenta matar companheira com golpes de faca no Terras do Sul

Uma mulher foi esfaqueada na mão pelo próprio companheiro, no bairro Terras do Sul, zona norte de Petrolina, ontem (24). Conforme o 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM), a vítima, de 43 anos, ainda disse que levou murros no rosto.

Quando os policiais chegaram ao local, a mulher disse que estava bebendo e jogando dominó com um amigo do casal em sua residência, quando subitamente o seu companheiro, enciumado, a agrediu com golpes de faca tipo peixeira, lesionando a sua mão direita. Logo depois esmurrou o seu rosto, causando lesões no lábio inferior.

A equipe policial constatou que o acusado, José Carlos da Silva, de 37 anos, tinha um mandado de prisão em aberto. Diante dos fatos, os envolvidos foram encaminhados à 1ª Delegacia de Polícia Civil (DPC).

“Lula vive momento delicado, não jogarei pedra”, diz FHC a jornal

Após o juiz Sérgio Moro aceitar denúncia do Ministério Público Federal que torna réu na Lava Jato o ex-presidente Luiz Inácio Lula, o também ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, publicada neste domingo (25), que não quer “jogar pedra no Lula“.

Apesar de explicar que prefere não comentar o assunto, FHC afirmou que Lula “vive um momento delicado, e não acho que corresponda a mim, que fui presidente e o conheço de outras épocas, agravar. Isso, agora, é a Justiça quem vai ter que decidir. Não quero jogar pedra no Lula“.

FHC ainda comentou a denúncia do Ministério Público que apontou o petista como “comandante máximo do esquema de corrupção identificado na Lava Jato“. “Ao tentar mostrar que Lula era o responsável maior, obscureceu a outra questão, que é mais importante: houve ou não crime de favorecimento pessoal? Se ele foi responsável maior, não é ponto de partido, é ponto de chegada“, ponderou.

O ex-presidente ainda citou a defesa de Dilma Rousseff no julgamento do impeachment: “Acho que se defendeu bravamente, como podia. Foi até mais clara no falar do que é geralmente. O problema é que não querem enfrentar a realidade. Apesar de todos os floreios para evitar a questão central, houve efetivamente arranhões à Constituição. Houve emissão de despesa sem autorização do Congresso“. (fonte:Folha de S. Paulo/foto: reprodução)

PM é agredido e tem arma levada por integrantes de coligação política em cidade do norte da Bahia

Em Filadélfia, no norte da Bahia, um policial militar foi agredido por integrantes de uma coligação política que participavam de uma carreata próximo a um hospital. O fato aconteceu na última sexta-feira (23), mas só foi divulgado pelo 6º Batalhão de Polícia Militar (BPM) na noite de ontem (24).

Conforme o 6º BPM, o agente deu voz de prisão a ocupantes de um veículo que utilizava som muito alto. De imediato, o PM começou a ser agredido e efetuou um disparo para cima. “Em seguida, o mesmo tropeçou e caiu, momento em que pegaram sua arma. O PM teve leve escoriações“, explicou o 6º BPM, em nota.

Policiais da 5ª Companhia do 6º BPM localizaram a arma do policial, que foi deixada em via pública. O policial agredido estava a serviço do Ministério Público da Bahia (MP-BA). O batalhão não informou se, posteriormente, algum integrante da carreata foi preso.

Confiram as agendas dos candidatos a prefeito de Juazeiro neste domingo

juazeiro - foto reproduçãoJoseph Bandeira (SD) – Coligação ‘A Cara de Juazeiro’

8h – Saída do Comitê na Avenida Adolfo Viana, Centro;

9h – Visita à sede do distrito de Massaroca;

14h – Visita à sede do distrito de Juremal;

18h – Visita à sede do distrito de Carnaíba.

Paulo Bomfim (PCdoB) – Coligação ‘Pra Juazeiro Mudar Mais’

8h – Caravana nos distritos de Mandacaru, Maniçoba e Itamotinga;

14h – Festa do Chapéu de Couro na Adutora.

Marcio Feitosa (PRP) – Coligação ‘Juazeiro: A Cidade que Queremos’

8h – Visita a várias comunidades do distrito do Junco, no Salitre;

18h – Caminhada nos Residenciais Juazeiro II e III.

OBS: A assessoria de Charles Leão (PPS) não enviou a agenda do candidato para este domingo (25).

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br