Petrolinenses e juazeirenses vão às ruas novamente para cobrar respostas sobre Caso Beatriz

4

mobilização beatriz

Há quase um mês do brutal assassinato da menina Beatriz Angélica Mota, morta a facadas durante um evento festivo no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, petrolinense e juazeirenses deram as mãos, mais uma vez, na manhã deste sábado (9). Centenas de pessoas – ainda sob o efeito traumático provocado pela trágica da morte da estudante – saíram às ruas para pressionar por respostas sobre o Caso Beatriz.

A manifestação, que foi viabilizada a partir das redes sociais, saiu da Ilha do Fogo e chegou a parar o tráfego na Ponte Presidente Dutra. Neste caso, porém, ao invés das inevitáveis reclamações, a mobilização foi compreendida pela maioria dos motoristas.

“À medida que íamos juntando as pessoas, fomos recebendo o apoio de quem passava pela ponte”, destacou o publicitário Marcos Brasil, um dos principais articuladores do movimento.

mobilização beatriz2A vendedora Inácia Carvalho, que também está à frente do ato público, afirma que somente a união de toda a sociedade será capaz de conseguir as respostas para desvendar o mistério acerca do crime. “Queremos que esse criminoso, ou criminosa, pague pelo que fez”, desabafou.

Governador

Um parente de Beatriz, também presente ao ato público, reforçou o clamor por justiça para a morte da menina, mas ele preferiu não conceder entrevista neste momento. Uma nova mobilização está prevista para acontecer no próximo dia 18/01, quando possivelmente o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, estará em Petrolina para o lançamento oficial do Programa Chapéu de Palha da Fruticultura 2016. Os manifestantes tentarão, na oportunidade, uma conversa com Câmara para solicitar do gestor que dê todas as condições para a polícia chegar ao assassino de Beatriz.

4 COMENTÁRIOS

  1. Não vi, não li e nem ouvi nenhuma entrevista com os pais de Beatriz. Até quando ficarão em cima do muro? Eles já devem saber sim quem foi o mandante do assassinato. Principalmente o pai. Mas, ficam com esse xororô e ninguém fala nada.
    E as mulas foram prá cima da ponte interditá-la! São umas bestas quadradas! Vão para a frente da delegacia da próxima vez, suas mulas!

    • e eu comcordo as pesoas tem que cobra da policias eles sim ta devendo uma resposta a populasao eu nao intendo um crime no meio de mais de 2000 mil pesoa e niguei viu nada de erado a imprensa tambem vem preservando o nome do colegio o que er umabisurdo tem muita coisa erada nestas investigasao

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome