Projeto de inclusão social através do teatro chega a cidades do Vale do São Francisco

1

Mostrar a importância em promover a inclusão social na sociedade, através do teatro. Este é o objetivo de um projeto intitulado “Escola de Gente”, que tem o patrocínio da Chesf e apoio do Ministério da Cultura, via Lei Rouanet. O projeto vem percorrendo o Nordeste e agora chega ao Vale do São Francisco, onde vai passar por Petrolina (dia 29), em Pernambuco, e Sobradinho (dia 30) e Paulo Afonso (dia 05/10), na Bahia, com o grupo “Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade”.

O projeto conta com palestras sobre acessibilidade e apresentações de esquetes do espetáculo “Ninguém Mais Vai Ser Bonzinho”, que oferece acessibilidade na comunicação, prevista em lei: Legenda, Libras, programas da peça em braile e em letras ampliadas e audiodescrição, além de atendimento prioritário para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Toda a programação será aberta ao público.

Além das cidades do Vale, o projeto faz turnê também por Recife, Salvador, Fortaleza e Teresina. A primeira apresentação dessa concorrida turnê no Nordeste aconteceu no último dia 20, na capital pernambucana, em celebração ao Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, comemorado no dia 21 de setembro. Os Inclusos e os Sisos já realizaram mais de 180 apresentações em todas as regiões do Brasil para um público de quase 40.000 pessoas desde a criação do projeto pela Escola de Gente, em 2003, por iniciativa de Tatá Werneck, hoje VJ da MTV.

Cláudia Werneck, fundadora da Escola de Gente e autora do livro “Ninguém mais vai ser bonzinho”, na sociedade inclusiva, obra que inspira a peça, acompanhará pessoalmente parte da turnê e dará palestras sobre o livro antes de cada apresentação nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Teresina. Além das palestras, Os Inclusos e os Sisos darão Oficinas de Teatro e Inclusão em algumas dessas localidades. O objetivo da Escola de Gente e da Chesf é mobilizar agentes culturais locais para que se apropriem do uso de recursos de acessibilidade em suas produções artísticas, especialidade da Escola de Gente, pela qual a organização vem sendo reconhecida e premiada.

Assim como o livro, a peça Ninguém mais vai ser bonzinho tem como tema central a urgência em se promover uma sociedade inclusiva, passando da fase de conscientização para a de ação. O livro foi publicado no ano de 1996 pela WVA Editora, especializada em inclusão, é vendida também em formatos acessíveis, e se tornou a primeira obra no Brasil a tratar do tema a partir da Resolução 45/91, assinada pela ONU em 1990.

1 COMENTÁRIO

  1. Olá, bom dia.

    Algumas contribuições…
    O evento acontece:
    PETROLINA: dia 29/09, no SENAI Petrolina, a partir das 14h.
    SOBRADINHO: dia 30/09, no Memorial da CHESF em Sobradinho, a partir das 8h.
    PAULO AFONSO: dia 05/10, no Memorial da CHESF em Paulo Afonso, a partir das 15h.
    ENTRADA FRANCA.

    Esperamos a participação de todos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome