Seis dias após ataque cibernético, Instituto Ivete Sangalo tem atendimentos normalizados

Seis dias após sofrer um ataque cibernético, o Hospital de Câncer de Barretos (SP) informou ontem (3) que os sistemas voltaram a funcionar e todos os atendimentos estão normalizados, inclusive no Instituto Ivete Sangalo, em Juazeiro (BA). O atendimento na unidade não parou, mas ficou lento, com funcionários fazendo cadastro manualmente.

Em nota, a instituição destacou que a invasão de hackers, que bloqueou 1 mil computadores e prejudicou consultas, exames e até sessões de radioterapia, não afetou os dados e prontuários dos pacientes. Os atendimentos que foram cancelados serão reagendados.

Invasão

O ataque ocorreu na manhã da última terça-feira (27). Em uma mensagem exibida nos computadores, os hackers pediam o pagamento de 300 dólares em bitcoin, a moeda virtual mais conhecida da internet, para liberar os sistemas – o valor não foi pago.

A Polícia Federal (PF) foi acionada e recolheu um dos computadores atingidos, que foi enviado para análise em Brasília (DF). Nenhum detalhe sobre a investigação foi informado.

O coordenador do Departamento de Tecnologia da Informação (TI) do hospital, Douglas Vieira dos Reis, explicou que a invasão foi semelhante a que aconteceu em várias empresas no mundo há cerca de dois meses. O programa se aproveita de vulnerabilidade do sistema operacional. (Fonte/foto: G1-BA)

Moradora do Ouro Preto denuncia ‘privatização’ de área destinada a praça; prefeitura já notificou suposto dono

Uma moradora do bairro Ouro Preto, zona oeste de Petrolina, manifestou ao Blog sua preocupação ao perceber que um terreno por trás da Vila dos Sargentos do Exército estava sendo limpo para a implantação de um loteamento particular. A moradora (que prefere o anonimato) justificou que, segundo tinha conhecimento, o terreno é público e seria utilizado para a construção de uma passarela  e uma praça, e pediu esclarecimentos à prefeitura.

Em nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade de Petrolina informou que a Diretoria de Disciplinamento Urbano já esteve no local e notificou o responsável pela limpeza da área a comparecer à secretaria para apresentar documentação atual que comprove a propriedade do lote localizado no Ouro Preto.

Além disso, o trabalho de limpeza do local foi embargado é só pode ser retomado caso seja comprovada a propriedade do imóvel. Caso isso não ocorra, as escavações feitas vão ser aterradas. (foto/reprodução internet)

Juazeiro: Residencial do ‘Minha Casa, Minha Vida’ é invadido e prefeitura diz que está mobilizada para fazer desocupação de “maneira tranquila”

Após a entrega parcial de moradias no Residencial Mairi, do ‘Minha Casa, Minha Vida’, em Juazeiro (BA), o conjunto habitacional foi invadido ontem (26). Segundo informações, as casas foram ocupadas por famílias inscritas no programa do governo federal, mas ainda não sorteadas. Em nota, a prefeitura, através da Sedis, disse que está mobilizada para fazer a desocupação “de maneira tranquila”.

Acompanhe:

A Secretaria de Desenvolvimento e Igualdade Social (Sedis) informa que as primeiras casas do Residencial Mairi foram entregues na última sexta-feira, dia 23, e as famílias estão no processo de mudança.

A secretaria, junto com a Caixa Econômica, está tomando as medidas legais para que a retirada dessas pessoas seja feita da maneira mais tranquila possível. O município compreende a necessidade dessas pessoas em terem uma casa própria, mas existe um processo legal de cadastramento, seleção e sorteio para as famílias contempladas pelo Programa Minha Casa Minha Vida, que vem sendo feito desde 2011.

Ascom/Sedis

(foto/arquivo divulgação)

Ordem Pública de Petrolina combate nova invasão no Bairro Vila Eulália

vila-eulalia-area-publica

Agentes do Núcleo de Operações da Secretaria de Ordem Pública de Petrolina, com apoio da Guarda Municipal combateram nesta terça-feira (20) uma nova ‘invasão’ no bairro Vila Eulália, zona norte da cidade, que começou a se instalar no último fim de semana. (mais…)

Casal é preso por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo em invasão em bairro de Juazeiro

droga-apreendida-invasao-codevasfUm casal foi preso ontem (3) por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo na invasão do Bairro Codevasf, em Juazeiro (BA). Conforme informações da Rondesp (Rondas Especiais da Polícia Militar), os acusados são Jefferson Deivison Martins e Raquel Santos de Souza.

Na residência do casal foram encontrados um revólver calibre 38, pedaços de cocaína sólida, crack e uma balança de precisão, além de ‘petecas’ das mesmas drogas prontas para a venda. O casal foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, juntamente com o material apreendido. (foto/divulgação)

Polícia prende envolvidos em invasão a casa de delegado Charles Leão e recupera materiais furtados

IMG-20160719-WA0007 (1)

Policiais da 76ª Companhia Independente da Polícia Militar (76ª CIPM) conseguiram prender nesta terça-feira (19) duas pessoas suspeitas da invasão à casa do delegado Charles Leão, em Juazeiro (BA), ocorrida na madrugada do último domingo (17).

(mais…)

Após três dias, MST desocupa Codevasf em Juazeiro e debaterá pauta com o presidente do Incra em Salvador

Em assembleia na noite de ontem (15), militantes do Movimento Sem Terra (MST) decidiram desocupar a sede da 6ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf), em Juazeiro (BA). Eles estavam acampados no local desde a última segunda-feira (13).

A decisão foi tomada com base em entendimentos estabelecidos em reunião entre a interina da 6ª Superintendência Regional (SR), Andrea Arraes, o vereador Tiano Felix (PT) e o articulador político do MST/Regional Norte, Jovanildo de Jesus, em que a ata de audiência pública realizada na terça-feira (14) na Casa Aprígio Duarte Filho foi encaminhada para a Presidência da Codevasf, em Brasília, após a confirmação de um audiência entre o MST e o presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Leonardo Góes, marcada para esta quinta-feira (16), em Salvador (BA).

De acordo com o MST, a ocupação da Codevasf teve resultados positivos. A audiência requerida por Tiano Felix contou com a participação de vereadores de Juazeiro e de Curaçá (BA) e elaborou um documento final que relata a situação de descaso do poder público com assentamentos e acampamentos, ligados ao MST, mas também do Projeto Pedra Branca, no Sistema Itaparica, nos municípios de Curaçá e Abaré.

Nova ameaça

Tanto o MST quanto os trabalhadores do Projeto Pedra Branca, no Sistema Itaparica, levantaram acampamento e irão aguardar o prosseguimento da pauta. Se não houver quaisquer avanços, eles poderão retomar as ocupações por tempo indeterminado. (foto/divulgação)

Terrenos voltam a ser invadidos no bairro Ouro Preto, afirmam moradores

Terrenos por trás da unidade de Atendimento Médico Especializado (AME) do bairro Ouro Preto, zona oeste de Petrolina, voltaram a ser invadidos. A informação foi repassada a este Blog, por moradores da vizinhança.

Os moradores relatam que, no ano passado, a Secretaria de Ordem Pública impediu duas tentativas de invasão na área. Agora, conforme os mesmo moradores, a nova ocupação de terrenos já dura cerca de três meses. (foto/divulgação)

Video Blog: Confiram invasão de agricultores do Pontal sequeiro à sede da 3ª SR Codevasf

Prédio da AMMA é invadido e atendimento ao público só retornará à normalidade nesta quarta-feira

ammaPor meio de sua assessoria de comunicação, a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) informou que o atendimento ao público hoje (30) e amanhã (1º/12) foi suspenso porque o prédio do órgão municipal foi invadido no último fim de semana.

A diretora-presidente da AMMA, Denise Lima, já esteve na Delegacia da Polícia Civil prestando notícia-crime. Agentes e peritos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram no local e registraram toda a situação encontrada nas dependências do órgão público. Impressões digitais foram recolhidas e já existem algumas linhas de investigação a serem seguidas.

A AMMA pede a compreensão de todos, ao mesmo tempo em que reitera a confiança no processo de investigação a cargo da Polícia Civil de Pernambuco.

Agricultores assentados invadem sede do Incra em Petrolina

invasão agricultores incra

Um grupo de agricultores assentados ligados ao Movimento dos Sem Terra (MST) ocupou a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Petrolina, na manhã desta quinta-feira (26).

Segundo relatos enviados ao Blog, via WhatsApp, os manifestantes já entraram desligando a energia do prédio, localizado na Avenida da Integração, e trancando os funcionários do órgão, o que deixou o clima tenso.

A situação só se normalizou com a chegada de policiais militares do Grupo de Apoio Tático Itinerante (Gati), do 5ºBPM. As famílias reivindicam uma série de melhorias para os assentamentos da região.

Construções irregulares avançam à beira de canal em invasão na Zona Oeste de Petrolina

ocupação de salinasAs construções irregulares avançam numa Área de Proteção Permanente (APP) na invasão de Salinas, entre os bairros Ouro Preto e Pedro Raimundo, zona oeste de Petrolina. Além de APP, o espaço é de propriedade particular, segundo já informou a prefeitura. (mais…)

Juazeiro: Moradias invadidas em residencial são desapropriadas e devolvidas aos donos

moradora residencialA equipe de Habitação da Secretaria de Desenvolvimento e Igualdade Social (Sedis) de Juazeiror realizou a desapropriação de dez unidades habitacionais do Residencial Brisa da Serra, localizado no bairro João Paulo II, do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, que foram invadidas antes dos donos assumirem seu imóvel.

A beneficiária Luciana Cardoso (foto), de 41 anos, contou que foi muito constrangedor quando chegou para fazer a mudança e tinha outra família morando na sua casa. “Fiquei triste, mas fui buscar meus direitos. Procurei a Sedis e a equipe resolveu rapidamente a questão e hoje estou aqui muito feliz, preparando a minha casa para morar com minhas duas filhas e meu esposo”, comemorou a dona de casa que morava de aluguel no bairro Lomanto Júnior.

A coordenadora de Habitação da Sedis, Gilnágila Machado explicou que a desapropriação realizada pela equipe é possível quando o beneficiário ainda não assinou o contrato. “No Residencial Brisa da Serra tivemos dez casos de invasão, apenas um encontra-se em processo jurídico, por se tratar de um idoso, mas nos próximos dias a unidade será desapropriada para que o verdadeiro beneficiário tome posse. É importante destacar que a contemplada é uma moradora de rua”, informou a coordenadora. (foto/divulgação)

Em nota, Secretaria de Ordem Pública nega participação em cumprimento de reintegração de posse na Vila Marcela

Em nota enviada ao Blog, a assessoria de comunicação da Secretaria da Cidade/Ordem Pública esclarece alguns detalhes sobre uma reintegração de posse ocorrida no bairro Vila Marcela, zona norte de Petrolina, na manhã de hoje (5). Trinta e sete famílias receberam a ordem, segundo informações repassadas a este Blog, para que todas as casas levantadas irregularmente na área sejam demolidas.

A nota informa que a ação ocorrida hoje na Vila Marcela “não condiz com as ações desse órgão, visto que a reintegração de posse, segundo informações divulgadas na mídia regional, trata-se de uma área particular.” Acompanhe a nota na íntegra:

Nota de Esclarecimento

A Secretaria da Cidade, através da Executiva de Ordem Pública e Segurança Cidadã, informa e esclarece que, vem mantendo ações de fiscalização e combate à invasão de áreas públicas no município de Petrolina. Essas ações acontecem com o intuito de impedir que as pessoas se apropriem de áreas de interesse coletivo. Essas tarefas são conduzidas e realizadas pelo Núcleo de Operações da Ordem Pública e Guarda Municipal de Petrolina.

A Secretaria esclarece ainda que, através desse instrumento de comunicação que, sobre a ação de reintegração de posse executada na corrente data, no bairro Vila Marcela não condiz com as ações desse órgão, visto que a reintegração de posse, segundo informações divulgadas na mídia regional, trata-se de uma área particular.

Durante a manhã desta terça-feira (05), o Núcleo de Operações da Ordem Pública realizou operação de combate a uma invasão de área pública em Izacolândia, distrito de Petrolina. Os agentes tiveram que remover as demarcações que estavam por todo o terreno, como estacas de madeira e piquetes. Essa área desocupada é destinada para o projeto de Habitação Rural do Município de Petrolina.

Para esclarecimentos sobre a regularidade de terrenos, a população pode encaminhar-se até a secretaria executiva de Ordem Pública, que funciona no mesmo prédio da Secretaria da Cidade, localizada na Av. da Integração, nº 948, Dom Malan, e procurar o secretario executivo Jenivaldo Santos.

Secretaria da Cidade/Ascom

Ação judicial determina demolição de casas de invasão no bairro Vila Marcela

casas vila marcelaTrinta e sete famílias de uma invasão do bairro Vila Marcela, zona norte de Petrolina, receberam uma ordem de reintegração de posse, na manhã desta terça-feira (5).

Segundo informações repassadas a este Blog, a ordem é para que todas as casas levantadas irregularmente na área sejam demolidas.

A ação é acompanhada por representantes da Compesa, Polícia Militar de Pernambuco (5° BPM), Rocam, Celpe e Samu. O terreno é particular, mas moradores da invasão justificam que foi a prefeitura quem os autorizou a se instalarem no local.

Algumas casas estão desocupadas, mas outras já estão habitadas. A assessoria de comunicação da Secretaria de Infraestrutura de Petrolina comprometeu-se a levantar informações referentes às críticas feitas pelos moradores da invasão.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br