Após assembleia, servidores do Detran-PE descartam greve

servidores Detran-PENão vai ter greve. Esta foi a decisão dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) após assembleia realizada na manhã desta sexta-feira (20), na sede do órgão, que fica no bairro da Iputinga, na Zona Oeste do Recife. A categoria havia decidido, nessa quinta, fazer uma paralisação de advertência por 24h, mas resolveu aceitar o reajuste salarial de 12% oferecido pelo órgão. Com a decisão, as atividades voltam ao normal na próxima segunda-feira (23).

“Resolvemos aceitar o reajuste de 12% e vamos dar até a próxima sexta-feira para que o governador sancione a lei e autorize o pagamento da folha extra”, declarou Alexandre Bulhões, presidente do Sindicato dos Servidores do Detran-PE (Sindetran). A assembleia desta sexta foi convocada porque, segundo a categoria, o acordo firmado para a finalização da greve ocorrida entre os dias 4 de março e 7 de maio deste ano não havia sido cumprido.

Após negociações, os servidores conseguiram o aumento de R$ 100 no vale alimentação e aceitaram o reajuste de 12%, que foi enviado pelo Detran-PE nessa quinta para a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Em entrevista à Rádio Jornal, Alexandre declarou que alguns pontos do acordo assinado em agosto de 2015 ainda precisam ser avaliados. “Um deles é o pagamento de gratificação para os examinadores do pátio, lei que não é cumprida desde 2008, o pagamento da insalubridade para o vistoriador, são alguns pontos”, comentou.

Além disto, também fica pendente a contratação permanente do plano de saúde. O reajuste pedido inicialmente pela categoria era de 32,85%, mas o acordo feito no fim da greve foi de que seria dado um reajuste de 3% e seria corrigida a distorção na tabela do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) em até 18%, o que geraria um aumento de 21% para a maioria dos trabalhadores.

Multa

A última greve dos servidores durou quase um mês e chegou a ser considerada ilegal pela Justiça de Pernambuco. Na época, foi estabelecida uma multa por dia em que a decisão não fosse cumprida e o desembargador Marco Maggi chegou a determinar o bloqueio de R$ 2.320.000 da associação e do sindicato que representam a categoria época. (Fonte: JC Online/foto: Rafael Carneiro)

Servidores do Detran-PE podem entrar em greve a partir desta sexta-feira

simulado-detran-pe-2011Os funcionários do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) podem entrar em greve a partir desta sexta-feira (20). Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores (SindDetran-PE), Alexandre Bulhões, um acordo feito pelo presidente do Detran deveria ser cumprido até esta quinta-feira, mas nesta quarta o sindicato foi alertado que o combinado não iria se concretizar.

A greve fará com que todos os serviços sejam suspensos, incluindo os trabalhos nas sedes e em lojas dos shoppings. Caso a paralisação aconteça, o candidato que iria fazer testes para a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) durante o período de greve deverá agendar outro dia para o exame.

O mais provável é que a greve aconteça, mas caso mude o entendimento do presidente do Detran, nós podemos suspender a paralisação“, contou o presidente do SindDetran. Neste ano a categoria cruzou os braços por 34 dias.

Entre as principais reivindicações estão o aumento em R$ 100 no vale alimentação, que apesar de ter aumentado no mês de maio ainda não foi recebido pelos funcionários, a reposição de perdas salariais e a contratação do plano de saúde, visto que a empresa não aceitará mais renovar o contrato, que era apenas emergencial. “Os servidores ficarão sem planos de saúde, caso o acordo não seja firmado”, disse Bulhões. (fonte: Diário de PE)

Reajuste dos servidores da Facape é aprovado por unanimidade

sessão servidores facape

Sem a presença dos servidores da Faculdade de Ciências Aplicadas de Petrolina (Facape), os vereadores da Casa Plínio Amorim aprovaram pela maioria dos votos (17 a zero) nesta terça-feira (10) o projeto de lei de autoria do Executivo, que determina o reajuste salarial dos servidores da autarquia.

Esse, aliás, foi o único projeto pelo qual o prefeito Julio Lossio (PMDB) pôde comemorar.

Entre os projetos do Legislativo aprovados na sessão plenária de hoje, o destaque foi para o de autoria do vereador Adalberto Filho (PMDB), que institui a presença de um bombeiro civil em edificações e eventos que envolvem grandes públicos. O projeto já tinha sido adiado por algumas vezes.

Restrição a servidores em AME da Vila Eduardo gera polêmica, mas consenso prevalece

AME Vila Eduardo polemicaAs condições precárias de funcionamento da cantina da unidade de Atendimento Multiprofissional Especializado (AME) Bernardino Campos Coelho, localizada na Vila Eduardo, zona leste de Petrolina, deu o que falar. A denúncia foi feita na última sexta-feira (6) por servidores da AME, mas ainda repercutiu nesta segunda-feira (9) na imprensa local.

Segundo os servidores, a coordenadora do local recebeu ordem da Secretaria de saúde para fechar o espaço e só permitir acesso das 12h às 14h. Após a restrição, os profissionais ficaram sem acesso ao bebedouro, por exemplo, sendo obrigados a solicitar água para consumo humano na vizinhança do bairro.

O fato acabou chegando até à diretoria do Sindicado dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp), que conversou com os servidores e elaborou em conjunto um documento que deve ser encaminhado ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE). De acordo com Edson Santos, diretor de políticas sindicais, além da dificuldade com a água potável, os servidores tiveram que fazer refeição no pátio em lugar inadequado e se expondo a riscos de doenças.

Consenso

Ainda nesta segunda a diretoria do Sindsemp participou de uma reunião (foto), juntamente com uma representante da Secretaria de Saúde, pela qual se chegou a um entendimento sobre a polêmica. “Dentro do diálogo com a clara intenção de representar os servidores na busca pelos seus direitos, conseguimos chegar a um consenso. A copa será reaberta para o uso dos servidores”, explicou Walber Lins, presidente do sindicato da categoria. (foto: Ascom Sindsemp/divulgação)

MPPE pede exoneração de 179 servidores contratados irregularmente em Inajá

MPPEO Ministério Público de Pernambuco (MPPE) expediu recomendação ao prefeito do município de Inajá,  Sertão do estado, Leonardo Xavier Martins, para que, no prazo de 72 horas, exonere todos os servidores temporários contratados em desacordo com a Constituição Federal e a Lei nº 1075/2003. A recomendação prevê ainda, no mesmo prazo, a exoneração de todos os servidores temporários contratados em substituição aqueles que foram exonerados por meio de decreto; os que foram contratados sem qualquer espécie de processo seletivo; e os que ocupam cargos supostamente comissionados.

(mais…)

Servidores do Detran-PE podem voltar a fazer greve

ciretran-petrolina_640x480Depois de quase um mês de volta às atividades – após a greve que durou mais de 30 dias – os servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) voltam a discutir a possibilidade de uma paralisação em uma assembleia geral nesta quarta-feira (4).

Segundo um documento divulgado na página do sindicato da categoria (Sindetran-PE), o órgão estadual não teria cumprido os compromissos assinados no término da greve e uma nova paralisação poderá ser deflagrada.  A reunião está marcada para amanhã na sede do Detran-PE.

O Blog tentou contato com o coordenador da 8ª Ciretran/Detran-PE, em Petrolina, Wenderson Batista para confirmar a informação, mas até o fechamento desta matéria não obteve êxito.

Servidores do MPPE começarão mobilizações por direito a voto em escolha de procurador-geral

sindicato MPPE

A partir desta quarta-feira (27) – e em toda última quarta do mês – os servidores do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) vão se mobilizar em atos públicos pela campanha nacional que pede a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 147/2015. A PEC propõe a participação dos servidores, com direito de voto, na escolha do procurador-geral de cada estado.

O questionamento nasceu em Pernambuco e virou uma pauta nacional no ano passado. Pela atual legislação, os servidores que operam os serviços do Ministério Público não podem votar nas eleições que indicam os nomes para escolha do procurador-geral de Justiça, chefe dos Ministérios Públicos dos Estados e do Distrito Federal.

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que foi criado para democratizar o controle do órgão, não tem representação dos seus servidores. “Não é razoável a exclusão de quem auxilia o trabalho do MP da composição de seu próprio Conselho Nacional”, explica Fernando Ribamar, presidente do Sindicato dos Servidores do MPPE (Sindsemppe).

No ato desta quarta, todos os servidores do MPPE irão vestir a camisa da campanha, que leva a marca do Fórum Nacional do Ministério Público. Além da PEC 147/2015, a luta também é pela aprovação da PEC 2013/2012, que propõe a inclusão de dois servidores entre os atuais 14 conselheiros do CNMP. As informações são da assessoria. (foto/divulgação)

Com a ‘corda no pescoço’, Paulo Câmara já se começa a se preparar para futuras greves de servidores em Pernambuco

Paulo Camara2

Deu na Coluna Pinga-Fogo do Jornal do Commercio: o relatório do primeiro quadrimestre das contas estaduais, a ser publicado em maio, deverá trazer uma má notícia para servidores públicos: o governo estadual está com a corda no pescoço, muito próximo do limite de gastos de pessoal imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), e dificilmente conseguirá reajustar os salários.

Paulo Câmara (PSB) já não conseguiu reajustar os salários dos servidores no ano passado, mas contou com a compreensão de boa parte da categoria apesar das ameaças de greve. O que era ameaça agora já está sendo tratado como algo certo. Isso porque não se pode levar apenas a falta de dinheiro em consideração.

Além do congelamento dos salários, o apoio de Paulo Câmara ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) vai ser colocado na balança por alguns sindicatos. Dentro do Palácio do Campo das Princesas, ninguém espera que a paciência seja a mesma de 2015.

Com algumas categorias, o peso da negociação vai ser outro. O presidente do Sindicato dos Policiais Civis (SINPOL), Áureo Cisneiros, por exemplo, acusa o governo de perseguição. Diz que diretores do SINPOL têm sido acionados na Justiça e que o governo intimida quem exerce a atividade sindical.

O governador sofre de um lado com a falta de dinheiro; os servidores sofrem do outro. No fim das contas, se as greves se concretizarem, o problema sobrará para a maior parte da população.

Pré-candidata a vereadora, ex-secretária de Lossio promete nunca trair interesses dos servidores

dos anjos

Pré-candidata a vereadora pelo bloco governista, a ex-secretária municipal da Mulher de Petrolina, Maria dos Anjos, já adiantou uma promessa de campanha que certamente será cobrada (e muito), se vier a ser eleita em outubro.

Ao Programa ‘Manhã no Vale’, da Rádio Jornal, dos Anjos – como é mais conhecida – garantiu que jamais se voltará contra os interesses dos servidores do município na Câmara de Vereadores. “Me incomoda muito quando ouço servidor dizendo que tem vergonha do vereador em quem votou por ele ter sido contra algum projeto que beneficiasse a categoria”, afirmou.

Pela primeira vez em 17 anos, servidores do MPPE escolherão representantes para sindicato da categoria

MPPEPela primeira vez em 17 anos, os servidores do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) irão votar para eleger os representantes de base da categoria em todo o Estado. A eleição deve acontecer no início do segundo semestre por meio de votação eletrônica. A iniciativa faz parte do programa da chapa ‘União e Luta’, que tomou posse em janeiro e é presidida por Fernando Ribamar.

O Estatuto dos Servidores do MPPE já previa a medida, que mesmo assim nunca foi posta em prática. O intuito é fazer com que o Sindicato ganhe mais representatividade em todas as circunscrições do Estado. “A eleição vai escolher pelo menos um representante para cada circunscrição. Será um representante para cada 30 servidores locados na região, limitados ao número de cinco representantes”, explica Fernando Ribamar.

Qualquer servidor sindicalizado, com condições de eleitor, poderá se candidatar ao cargo. “Queremos, com isso, aumentar a representatividade”, diz Fernando. “O Sindicato estará presente em todas as regiões e, ao mesmo tempo, todos os servidores terão quem os represente junto ao Sindicato, levando suas demandas”, continua Fernando Ribamar, que ressalta como a medida irá ampliar a democratização nas decisões, além de solucionar problemas de maneira mais rápida e efetiva. As informações são da assessoria.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br