Servidores do Detran-PE decidem nesta sexta se fazem greve ou não

simulado-detran-pe-2011Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) realizam neste momento uma assembleia geral nesta sexta-feira (30), na sede da Associação dos Servidores do Detran-PE (ASD), na Iputinga, Zona Oeste do Recife. De acordo com o presidente da entidade, Fernando Coelho, a categoria deve deliberar pela realização ou não de uma greve por tempo indeterminado. Segundo o sindicalista, os servidores já estão em estado de greve desde o início de julho e vêm realizando paralisações nas últimas sextas-feiras como advertência. Eles pedem que o Governo do Estado abra as negociações com a categoria.

Nós queremos que o governo negocie com a gente, mas até agora não conseguimos”, declarou. Ainda conforme Fernando Coelho, se aprovada, a paralisação terá início na próxima quarta-feira (5). “Vamos manter 30% dos servidores durante a greve para respeitar a legislação”, afirmou Coelho.

Os trabalhadores reivindicam a reposição salarial referente a inflação entre os meses de julho de 2014 a julho de 2015 no valor de 9,42%; cumprimento da progressão de carreiras do Plano de Cargo, Carreiras e Vencimentos do órgão; pagamento das gratificação para os examinadores da prova de habilitação e pagamento do adicional de insalubridade para vistoriadores. “As progressões de carreira que deveriam ter ocorrido neste ano não foram realizadas e o Governo não está pagando as gratificações. O adicional dos vistoriadores é garantido por Lei”, afirmou. (fonte: Folha PE)

Dilma veta reajuste dos servidores do Judiciário, informa STF

gonzaga e servidores JudiciárioO Supremo Tribunal Federal (STF) foi informado nesta terça-feira (21) pelo Ministério do Planejamento que a presidente Dilma Rousseff vetou o projeto de lei que reajusta os salários dos servidores do Judiciário. Caso a proposta fosse aprovada, o aumento da categoria poderia variar entre 53% e 78,56%, dependendo da classe e do padrão do servidor. O veto deve ser publicado nesta quarta-feira (22) no Diário Oficial da União.

O reajuste foi aprovado no mês passado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. O governo afirma que não há recursos para pagar a recomposição. Segundo estimativas do Ministério do Planejamento, o reajuste acarretaria impacto superior a R$ 25 bilhões em quatro anos, nas contas públicas.

O anúncio de que o reajuste seria vetado devido à atual crise econômica provocou várias manifestações de servidores do Judiciário em frente ao Palácio do Planalto. Ontem, por volta das 10h, os manifestantes iniciaram um buzinaço e usaram cornetas para pressionar Dilma a sancionar o reajuste da categoria, cujo prazo terminou nesta terça. (fonte: JC Online/Agência Brasil)

Seguindo movimento nacional, servidores da Justiça Federal em Juazeiro aguardam aprovação de projetos para voltarem ao trabalho

greveOs servidores do judiciário federal aumentaram esta semana a pressão sobre o governo para obter reajustes salariais. Em greve há vários dias, eles pedem a aprovação dos projetos que preveem a recomposição das perdas inflacionárias dos últimos nove anos, o que corresponderia a 56%.

Na Bahia, estão em greve os servidores da Justiça Federal, do Trabalho, Eleitoral e o Ministério Público da União. Esta terça-feira (21) é o prazo limite para a presidente Dilma Rousseff se posicionar sobre a sanção ou veto. O projeto prevê um aumento que pode chegar até 78,56%, conforme a classe e o padrão do servidor.

Segundo o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 5ª Região em Juazeiro, a categoria local mantém os 30% de funcionários trabalhando, conforme manda a lei. No entanto, em contato com a reportagem do Blog, funcionários disseram que aguardam um posicionamento do Sindicato em Salvador para decidirem se vão realizar alguma manifestação ainda esta semana, caso as reivindicações não sejam atendidas.

Oposição critica Governo Paulo Câmara por alterar calendário de pagamento dos servidores: “Mês ficou maior”

bancada de oposição alepeO governador Paulo Câmara (PSB) recebeu duras críticas da bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) pela alteração que determinou no calendário de pagamento dos servidores estaduais.

Segundo a bancada, a decisão pegou a categoria “de surpresa” porque não teria sido discutida com as entidades representativas dos servidores. “O mês do servidor ficou maior”, diz a nota enviada pelos parlamentares à imprensa. Eles vão cobrar inclusive a presença na Casa Joaquim Nabuco do secretário Márcio Stefanni, na volta dos trabalhos legislativos no segundo semestre, em agosto, para tratar dessa e de outras questões.

Confiram a íntegra da nota:

Em face da decisão tomada pelo Governo de Pernambuco de alterar o calendário de pagamento dos servidores públicos estaduais, ampliando o número de dias para o recebimento dos vencimentos, a Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa do Estado traz para o debate as seguintes observações:

1. A decisão do Governo do Estado pegou os servidores públicos estaduais de surpresa. Não houve qualquer discussão com as entidades representativas da categoria para que se chegasse a esta decisão, que vai gerar grandes repercussões no dia-a-dia de todo o funcionalismo do Estado. Agora, além de não ver seus pleitos atendidos, como o reajuste salarial anual a que têm direito, o conjunto dos servidores amarga a ampliação dos dias para o recebimento de seus vencimentos. Na prática, o mês do servidor ficou maior.

2. O calendário de pagamento praticado pelo Governo do PSB há nove anos já estava incorporado ao planejamento orçamentário dos servidores públicos. Com esta mudança, sem aviso prévio, a programação feita por estes pernambucanos para o pagamento dos compromissos mensais é afetada. Isto pode resultar, inevitavelmente, em um desequilíbrio da renda familiar.

3. Mesmo sendo aparentemente positiva, a decisão de antecipar o 13° Salário também merece ser tratada com a devida prudência. Em dezembro, além de não poderem mais contar com o décimo terceiro integral, os servidores não terão o salário do mês pago antes das festas de final de ano. Pelo novo calendário, o salário de dezembro de 2015 só será pago em janeiro de 2016.

4. Diante de um cenário que conjuga a insatisfação do funcionalismo público e a visível piora na qualidade dos serviços prestados à população, em áreas como saúde, educação e segurança pública, a Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa comunica que irá fazer um pedido de informação ao Governo do Estado sobre a situação financeira e fiscal do Estado, e os impactos deste quadro na política salarial dos servidores. A Bancada também convidará o secretário da Fazenda, Marcio Stefanni, logo nos primeiros dias de agosto, para ir à Alepe tratar destas questões.

Bancada de Oposição/Alepe

(foto/divulgação)

Em nota, Gabinete da Reitoria da Univasf diz não ter sido procurado sobre demissões de servidores

UnivasfAcerca da matéria intitulada “Sindicato dos Vigilantes de Petrolina se mobiliza contra demissões de 37 profissionais na Univasf”, o Gabinete da Reitoria da Universidade Federal do Vale do São Francisco enviou uma nota na qual ressalta que não foi procurado pela reportagem.

Confiram:

Prezado Carlos Britto,

Esclarecemos que a Univasf não foi consultada por este Blog, como afirmado equivocadamente, em notícia do dia 15 de julho, e destacamos que o assunto relativo às medidas de ajustes da universidade ao atual orçamento, e a consequente redução do quantitativo de funcionários terceirizados, tem sido amplamente divulgado pela instituição junto à comunidade acadêmica, através de reuniões internas; junto à sociedade, também por meio da Imprensa, que tem acolhido a iniciativa, como em recente entrevista coletiva promovida pela Reitoria, com a presença de importantes veículos de comunicação locais que atenderam ao convite, e sempre que possível com a participação, quando solicitada, em programas jornalísticos, entrevistas individuais, além da permanente atualização dos meios de comunicação institucionais.

Nesta oportunidade, reiteramos a nossa disposição de continuarmos atendendo aos veículos de comunicação em suas demandas por informações, tendo como princípio fundamental o interesse público, reafirmando, assim, o nosso papel como instituição pública e o compromisso com a sociedade e com a nossa comunidade.

Univasf/Gabinete da Reitoria.

Este Blog sustenta, no entanto, que entrou em contato via e-mail com a universidade.

Em greve, servidores do INSS e IF Sertão-PE fazem protesto nas ruas de Petrolina

IMG-20150717-WA0005Servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) – ambos em greve – se uniram na manhã de hoje (17) para promover uma manifestação pelas ruas de Petrolina. Os servidores das duas instituições lutam por melhorias salariais, além de melhores condições de trabalho. A greve do INSS  teve início na última segunda-feira(13) e tem como principal pauta o sucateamento do serviço público.

(mais…)

Sinserp adia conferência para análise do PCCR dos servidores de Juazeiro

sinserpO Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro da Bahia (Sinserp) decidiu adiar a conferência que analisaria o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) da categoria. A reunião estava marcada para sábado (18), mas ficou para o dia 25 de julho. O local, que iria ser no Colégio Paulo VI, também foi mudado.

De acordo com o Sinserp, a Conferência para análise do PCCR é de fundamental importância para os servidores efetivos.

Vale lembrar que a minuta do PCCR já foi apresentada pelo prefeito Isaac Carvalho no final de junho. Com a minuta do Plano em mãos, disponível também no Portal do Servidor, os grupos de trabalho (Saúde, Educação, Guarda, SAAE e PMJ/CSTT) terão 30 dias para propor emendas ao texto elaborado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em seguida serão debatidas as tabelas de vencimentos para os servidores e os estudos dos impactos financeiros. Depois da fase final – a sanção do prefeito Isaac Carvalho -, o PCCR deverá modificar alguns artigos dos estatutos do servidor e do magistério.

Gonzaga vai mobilizar parlamentares para pressionar Dilma pela sanção a projeto que reajusta servidores do Judiciário

gonzaga e servidores Judiciário Em greve desde o último dia 10 de junho, os servidores da Justiça Federal em Petrolina e Juazeiro da Bahia ganharam mais um apoio em sua luta por melhores de salários.

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) foi mais um a se comprometer em cobrar da presidente Dilma Rousseff o compromisso de sancionar o PLC 028, o qual repõe parte das perdas dos servidores. O prazo para a sanção termina no dia 21 de julho. Gonzaga disse que irá arrecadar assinaturas dos deputados e senadores para que a presidente veja que, além de aprovado na Câmara e no Senado, o projeto continua tendo o apoio da maioria dos parlamentares. (foto: Assessoria/divulgação)

Greve de servidores atinge 80% das agências do INSS em PE, diz sindicato

inss_previdencia1-300x225A greve dos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que começou esta semana em todo o país, atinge 80% das agências localizadas em Pernambuco. Essa foi a informação repassada pelo Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social no Estado (Sindsprev-PE). A paralisação no estado, que começou ontem (10), é por tempo indeterminado.

De acordo com o sindicato, 30% da categoria continuam trabalhando, como determina a lei, para manter o serviço essencial – que é, principalmente, a realização de perícias médicas.

A orientação dos grevistas é que só compareça às agências quem tiver atendimento agendado (o que é feito através do número 135). Em nota publicada no site do Ministério da Previdência, o INSS afirma que os beneficiários que não forem atendidos em função da greve terão seus compromissos reagendados.

No estado, são ligados ao Sindsprev-PE os servidores federais que trabalham na Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Receita Federal, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Hospital das Clínicas, que integra a Universidade Federal de Pernambuco. O atendimento nesses outros órgãos está mantido normalmente. A greve atinge as agências e as quatro gerências do INSS no estado – no Recife e em Caruaru, Petrolina e Garanhuns. (fonte: G1-PE)

Cumprindo agenda em Petrolina, Fernando Filho reforça reivindicações de servidores da Justiça Federal

fernando filho e servidores justiça federalQuem está em Petrolina cumprindo nova agenda administrativa é o deputado federal Fernando Filho (PSB). Entre outros compromissos ele esteve com servidores da Justiça Federal, que há nove anos estão sem qualquer tipo de reajuste salarial.

Em greve no estado desde o último dia 15 de junho, a categoria solicitou ao parlamentar seu apoio para pressionar pela sanção presidencial ao Projeto de Lei Complementar (PLC) 28/2015, que repõe parte das perdas salariais dos servidores do Judiciário.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br